Avaí melhora no segundo tempo e vence clássico com Figueirense na Série B
Foto: Leandro Boeira/Avaí FC

No segundo clássico de Florianópolis no ano, segunda vitória do Avaí. Pela 12ª rodada da Série B, o Leão bateu o Figueirense na Ressacada por 1 a 0, com gol de Gastón Rodríguez, nesta terça-feira (29). Essa foi a primeira vitória do time azurra em casa contra o arquirrival desde 2016.

Clássico travado

O primeiro tempo foi fraco tecnicamente na Ressacada. Mesmo jogando como visitante, o Figueirense teve muito mais posse de bola - 65% -, enquanto o Avaí manteve a escalação e a postura que adotou na vitória sobre o Cruzeiro na rodada anterior. O trio mais avançado, porém, criou pouco. Keké apareceu mais (e errou também), mas, ele, Gabriel Lima e Diogo Gonçalves foram pouco efetivos, e o Furacão, pior ataque da Série B, só teve três finalizações, uma certa.

O Avaí, apostando no contra-ataque, porém, foi ineficiente, principalmente pelo baixo aproveitamento nos passes. O time só teve 35% de posse de bola e acertou 69% dos passes. Apesar disso, finalizou o dobro do Figueirense, mas não acertou nenhuma vez o gol do reserva Rodolfo (Sidão se recupera de lesão).

Apesar do alto número de faltas - dez do Figuierense, seis do Avaí -, o primeiro tempo não chegou a ser ríspido e não teve nenhum cartão amarelo. O Leão teve duas boas chances no fim, em um chute improvável de Gastón e em chute de Pedro Castro dentro da área após boa jogada pela direita, mas o tempo terminou em gols.

Avaí melhora e é recompensado

O segundo teve uma dinâmica bem diferente. Apesar de a posse de bola do Figueirense ter se mantido, o Avaí finalizou muito mais. O Leão teve 11 chutes na segunda etapa, contra quatro do Furacão, dois a um em chutes certos no total.

Mesmo com o baque de perder seus dois laterais machucados - Felipe saiu no intervalo e Capa durante o segundo tempo -, o Avaí aumentou a intensidade, passou a pressionar mais alto e dificultou a antes confortável troca de passes do Figueirense.

Gastón Rodríguez teve algumas chances para abrir o placar e Jean Martim, após roubar bola nas redondezas da área e chutar cruzado, por pouco não fez valer a 'lei do ex' na Ressacada. Elano promoveu a estreia de Bruno Michel, que foi bem, enquanto Gabriel Barbosa e Patrick entraram, mas pouco influenciaram no jogo.

A alteração de Geninho, porém, foi mais certeira. Aos 37, Pedro Castro recuperou bola no campo de defesa, Rômulo, que veio do banco, avançou desde o campo de defesa e chutou da entrada da aárea. A bola bateu na trave e sobrou para Gastón Rodríguez, que só teve o trabalho de mandar para o fundo das redes, sem goleiro: 1 a 0. Foi o quinto gol do uruguaio, artilheiro do Avaí no ano.

Após o gol, o capitão do Figueirense, Alemão, foi para cima do árbitro reclamando de forma acintosa de falta na origem da jogada e acabou expulso. Com um menos, o Furacão chegou a ter uma última chance, em chute de fora de Bruno Michel defendido por Frigeri, mas, mesmo com sete de acréscimo, não conseguiu a reação.

Classificação e próximos compromissos

Com a segunda vitória em sequência, o Avaí sobe momentaneamente para a décima colocação, com 16 pontos. Já o Figueirense soma apenas dez, em 15º.

O Avaí volta a campo na sexta-feira (2) diante do CRB, fora de casa, às 19h15. No mesmo dia, às 16h30, o Figueirense recebe o Oeste.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore
VAVEL Logo