Orlando Rollo vê Santos em situação 'catastrófica' e pede apoio para salvar o clube
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Após o afastamento do presidente José Carlos Peres, na noite da última segunda-feira (28), Orlando Rollo, vice-presidente que assumiu a posição no clube, concedeu entrevista coletiva virtual nesta terça-feira (29) e explicou diversos pontos políticos e econômicos do Alvinegro.

Ainda punido pela Fifa e impedido de realizar novas contratações após não cumprir com o pagamento de dívidas com Hamburgo, pelo zagueiro Cléber Reis, e Huachipato, pelo atacante Yeferson Soteldo, o Alvinegro Praiano busca encontrar uma solução para esse problema. De acordo com Rollo, o clube está empenhado, mas ainda não obteve um bom resultado.

Tentamos algumas maneiras, por enquanto não solucionamos, esperamos encontrar a solução nas próximas horas ou dias. Se precisar negociar jogador, vamos pedir autorização para o Conselho sim. O próximo presidente tem que receber o Santos em uma situação tranquila", declarou.

Tenho 48 horas para resolver problemas de anos, é desumano, mas não posso me lamentar. Estamos buscando uma solução. Esse pagamento tem que ser  feito com urgência. A gente corre o risco, de nós próximos dias, ter mais uma punição. Estamos na iminência de perda de pontos. Uma das lideranças do grupo falou: 'Estamos correndo e suando dentro de campo para perder pontos? Por favor, soluciona essa questão'. Os jogadores estão solidários ao nosso problema", explicou.

Ainda segundo o atual mandatário santista, o ideal é que os jogadores não tenham ciência das questões políticas do clube, mas em um caso atípico como o atual, com um processo de impeachment aberto, foi inevitável não detalhar a situação do Santos a todos os atletas do clube.

Sempre foram profissionais, suportando as situações mais diversas possiveis. Esses jogadores merecem aplausos. A vinda do Cuca trouxe um grande ânimo para o elenco. Eles se sentem protegidos pelo professor Cuca, vão precisar muito da liderança do Cuca para blindar essas questões políticas."

Para Orlando Rollo a situação do Santos é "catastrófica", e é necessário humildade a ele e todo o seu grupo. Contudo, apesar disso, o presidente em exercício fez um apelo aos candidatos e membros do clube, já que, de acordo com ele, "um grupo só não consegue resolver".

Vamos precisar da ajuda de todos os verdadeiros santistas para resolver essas questões, que são muito complicadas. Já falei com alguns candidatos, quero conversar com todos. Vamos precisar da ajuda de todos (...) Eu estou humildemente pedindo a ajuda de todos, precisamos da união para Santos Futebol Clube", completou. 

VAVEL Logo