Líder do grupo G, Santos visita Olímpia em busca da classificação às oitavas
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Nesta quinta-feira (1º), o Santos visita o Olimpia, no Estádio Manuel Ferreira, em Assunção, no Paraguai, às 19 horas (de Brasília), em partida válida pela quinta rodada da fase de grupos da Taça Libertadores da América. O Peixe, com dez pontos e líder do grupo G, só precisa de um empate para garantir a classificação para as oitavas de final da competição. Já o Rey de Copas, com cinco pontos, quer retomar o segundo lugar, que hoje pertence ao Defensa y Justicia.

Vencer - e secar

O Olimpia vive um momento complicado na política do clube. Na última segunda-feira (28), o presidente Marco Trovato foi banido pela Fifa de voltar a exercer qualquer cargo no futebol por suposta manipulação de resultados de jogos por meio de uma empresa de apostas.

O clube paraguaio foi derrotado para o Defensa y Justicia na última semana, perdeu a invencibilidade e a segunda posição do grupo G. Para seguir em busca da classificação para as oitavas de final da Libertadores, precisa vencer o Santos e torcer para o clube argentino ser derrotado pelo Delfín.

Para a partida contra o Peixe, o técnico Daniel Garnero vai poder contar com o retorno de Rodrigo Rojas. Mas não poderá contar com Iván Torres, lesionado, Algredo Aguilar e Derlis González, com Covid-19.

Provável escalação: Azcona; Otálvaro, Leguizamón, Alcáraz, Torres; Ortiz, Alejandro Silva, Rodrigo Rojas, De La Cruz; Camacho (González), Santa Cruz (Isidro Pitta). Técnico: Daniel Garnero.

Um ponto já basta

Com três vitórias e um empate, o Santos soma pontos e segue líder do grupo G. Embalado após vencer o Delfín por 2 a 1, no Equador na última rodada, o  Peixe só precisa de um empate nesta quinta-feira, para garantir sua classificação antecipada para as oitavas da Libertadores.

O Alvinegro Praiano, assim como seu adversário enfrenta problemas na política do clube. Na última segunda-feira (28), o presidente José Carlos Peres foi destituído de suas funções pelo Conselho Deliberativo após supostas irregularidades no balanço financeiro de 2019.

O maior desafio do técnico Cuca será montar a defesa do Peixe. Sem a zaga titular: Lucas Veríssimo e Luan Peres, suspensos, o treinador terá de reformular o setor. Alex será titular. Alison, recuperado de canelite, também está disponível e pode começar jogando.

Provável escalação: João Paulo, Pará, Jobson (Alison), Alex e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Carlos Sánchez e Arthur Gomes (Jean Mota); Marinho, Soteldo e Kaio Jorge. Técnico: Cuca.

Retrospecto

O Santos tem um retrospecto positivo jogando no Paraguai. O Alvinegro Praiano está invicto no país após oito partidas, a primeira foi em 1962 e a última em 2011, de acordo com os dados do Centro de Memória e Estatísticas do Alvinegro.

São quatro vitórias e quatro empates no Paraguai - cinco compromissos pela Libertadores, além de três amistosos.

A última partida entre Santos e Olímpia foi no último dia 15 de setembro, na Vila Belmiro, pela terceira rodada da fase de grupos, a partida terminou empatada sem gols.

VAVEL Logo