Raí defende Fernando Diniz após eliminação do São Paulo na Libertadores
Diretor executivo de futebol do São Paulo, Raí defendeu Fernando Diniz (GE/Reprodução)

O São Paulo foi eliminado na fase de grupos da Copa Libertadores da América 2020. O jogo responsável pela saída do certame aconteceu na última quarta-feira (30), ante o River Plate, em duelo válido pela quinta rodada do Grupo D. Em entrevista ao "GE", Raí, diretor executivo de futebol, falou sobre situações que envolvem o SPFC.

Além de garantir Fernando Diniz, técnico são-paulino, no cargo, Raí reforçou que o trabalho desenvolvido pelo treinador também tem pontos positivos.

"Não foi só uma derrota, foi uma desclassificação que dói bastante na gente. É amarga. Tem que saber que quando não se consegue um objetivo tem erros, a gente tem que rever. Mas também tem trabalho, muita coisa importante que foi feita até agora e que a gente acredita que pode evoluir. Mas é um momento de tristeza, reflexão, avaliação, mas seguimos com o trabalho. Sabemos que tem muito trabalho até aqui. Têm coisas boas, mas que não foram suficientes e a gente tem que melhorar", destacou.

Principal competição

Muitos falam que a torcida do São Paulo valoriza ainda mais a Copa Libertadores da América em relação a torcedores de outros clubes. Perguntado sobre a pressão sofrida por conta da eliminação precoce (o SPFC não era eliminado da fase de grupos desde 1987), Raí voltou a reafirmar a confiança no trabalho do atual treinador.

"Eu conheço, sei o que é a Libertadores. Já venci e sei o que é isso. Sei a importância que tem para a torcida do São Paulo. São vários anos de xeque que o São Paulo vem passando, muita coisa para ser avaliada no clube, o nosso trabalho. Mas é um time grande e sempre vamos passar dessa fase, vamos voltar a vencer. Temos que seguir trabalhando, seguindo no caminho que a gente sabe que tem, que tudo que foi feito até aqui nesse último ano do Diniz. A gente sabe que tem muita coisa a melhorar e tem capacidade para melhorar"

VAVEL Logo