Ney Franco pede calma em mais uma derrota do Cruzeiro: "Todo mundo frustrado"
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Neste sábado (3), o Cruzeiro foi até o estado do Mato Grosso para enfrentar a equipe do Cuiabá na Arena Pantanal. A partida fechou a 13° rodada da Série B. O duelo foi equilibrado com chances para as duas equipes. Em um misto de azar e oportunismo o Dourado armou um contra-ataque aos 49' do segundo tempo e Felipe Marques garantiu a vitória do auriverde por 1 a 0.

O técnico Ney Franco​ elogiou a organização defensiva da equipe. Sem Léo e Cacá, o experiente Manoel e o jovem Ramon formaram a dupla de zagueiros. 

"Pagamos caro no último lance do jogo. Jogamos praticamente o jogo todo com a equipe bem organizada, com o sistema defensivo sólido. O grande pecado do jogo foi o gol no final. A gente perdeu uma bola muito longa lançada na área. Perdemos a primeira bola, depois perdemos a bola do rebote e eles foram felizes no contra-ataque, no único momento que nossa equipe ficou desprotegida defensivamente."

A situação da Raposa se complica cada vez mais. Se antes do início do campeonato era esperado que o clube subisse para a Série A sem muitas dificuldade, agora, há dúvidas sobre realmente conseguir se livrar desta situação e voltar a elite. O Cruzeiro segue na vice-lanterna da Série B. Para driblar esta sina, o treinador celeste sabe que precisa emplacar uma sequência de partidas vitoriosas.

"Precisamos ter consciência, ter regularidade. Temos que realizar uma sequência de seis, sete jogos seguidos somando pontos. A gente está procurando essa regularidade, precisamos disso. Vamos lamber a ferida agora, todo mundo frustrado, mas quando voltar o trabalho, temos que levantar a cabeça, nos cobrar, cobrar dos atletas e procurar o mais rápido possível essa regularidade dentro do campeonato."

Ney Franco lembrou a partida contra a Ponte Preta pelo grande futebol apresentado na vitória do Cruzeiro por 3 a 1. Na próxima rodada o Cruzeiro enfrenta o Sampaio Corrêa, no Mineirão, às 18h30. O treinador celeste quer repetir a atuação que teve contra o time paulista.

"Temos que ter tranquilidade para ajustarmos a equipe para o próximo jogo, conseguir ter a competência dentro de casa que a gente teve contra a Ponte Preta e fazer valer o nosso mando de campo, que é o grande objetivo nosso agora. Temos que jogar com o mesmo nível que a gente jogou com a Ponte Preta, pontuar. Retardamos recuperação, mas tenho certeza que vamos encontrar um momento no campeonato que vamos ter essa sequência de vitórias, sequência de jogos somando pontos", finalizou o treinador.

VAVEL Logo