Renato Gaúcho acredita que Grêmio foi superior no Gre-Nal e lamenta penalidade
Foto: Reprodução/Lucas Uebel/Grêmio FBPA

''Foi um jogo pegado.'' Dessa forma que o técnico Renato Portaluppi definiu o Gre-Nal deste sábado, disputado pela 13ª rodada do Brasileirão, na Arena do Grêmio. O treinador ainda valorizou o nível técnico da partida, elogiando também o rival.

''Infelizmente o Internacional teve o pênalti, chegou ao empate, mas Gre-Nal é sempre Gre-Nal, foi um jogo pegado, um jogo disputado, a cada canto do campo as equipes se entregando totalmente, esse é o Gre-Nal que todo mundo gosta, os próprios torcedores do Grêmio e Internacional, vocês mesmos da imprensa, então não fugimos das características não.'' -  analisou Renato.

O treinador também valorizou o lado psicológico de seus jogadores e se mostrou animado com a marca de mais de dois anos sem perder um clássico, porém destacou que por ser uma partida muito disputada, uma hora o Grêmio irá perder.

''O lado psicológico eu digo que o importante é manter a invencibilidade, sabemos o quanto é difícil jogar um Gre-Nal. Uma hora o Grêmio vai perder, isso é certo. Da mesma forma que antigamente o Internacional ganhava toda hora do Grêmio, uma hora a coisa virou. Futebol é assim mesmo. Uma hora você tá por cima, outra hora você tá por baixo. Acontece. Mas o importante é que o Grêmio chegou no 11º Gre-Nal invicto, e é uma invencibilidade muito difícil justamente por ser uma partida muito disputada.'' - explicou o treinador.

Portaluppi respondeu acreditar que o Grêmio possuiu as melhores chances de gol. Entretanto, por um erro da própria equipe, o Internacional acabou empatando. Vale lembrar que o Tricolor vencia o jogo e possuía um jogador a mais após Damián Musto ser expulso por cotovelada em Diego Souza. Todavia, aos 30 do segundo tempo, Bruno Cortez encostou na bola com o braço na área e cometeu pênalti, convertido por Thiago Galhardo. O lateral ainda seria expulso minutos depois.

''Acredito que nós tivemos as melhores oportunidades mas infelizmente por um erro nosso, principalmente porque nós tínhamos a vantagem de um jogador acabamos tomando o gol de empate. Mas é assim mesmo. A cada três dias é uma decisão, e quarta feira tem mais.'' - lamenta Portaluppi.

Por fim, Renato foi enfático ao criticar a quantidade de jogos e explicar que é complicado manter um sistema de jogo com tantos desfalques e jogadores que saíram do clube.

''Tem que analisar a situação. Muita gente estava acostumada com o Grêmio jogando de uma forma. Nem o Barcelona, nem o Real Madrid vai ter esse futebol bonito que encanta todo mundo o tempo todo. O Grêmio não é diferente. Mudamos vários jogadores. Por alguns jogadores terem saído, outros estarem no departamento médico. Eu preciso reinventar, como tem acontecido em determinados jogos. Um esquema diferente, com jogadores diferentes e sem ter tempo pra treinar.''

O Grêmio ocupa momentaneamente a 14º posição no Brasileirão, com 14 pontos. Na próxima quarta (7), recebe o Coritiba, novamente na Arena.

VAVEL Logo