Luxemburgo aprova desempenho do Palmeiras contra Ceará e ressalta confiança dos jogadores
Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Na noite deste sábado (3), o Palmeiras venceu por 2 a 1 o Ceará, no estádio Allianz Parque, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Verdão alcançou os 22 pontos na terceira posição da tabela. Enquanto o Vozão ficou na 12ª posição com 14 pontos.

A volta dos triunfos no Allianz Parque foi comemorada pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, apesar de ter mencionado que a volta foi na última vitória por 5 a 0 contra o Bolívar, na última quarta-feira, pela fase de grupos da Copa Libertadores

"Voltar a vencer já tínhamos voltado contra o Bolívar e ganhamos bem. É que no futebol nada fica pra sempre, ganhar ou perder sempre tem a mudança. Voltar a ganhar é importante para irmos a 22 pontos e ninguém passar à frente da gente. Mas ninguém passa de 22 pontos e é importante estarmos ali nessa situação e temos um jogo a menos que é importante para nós também. O Ceará é um time forte fisicamente e alto porque fizeram gol de bola parada. Posso reclamar que houve impedimento antes da bola ir pra escanteio porque o atacante dividiu uma bola. Faz parte do jogo e não tem árbitro de vídeo nesse lance e não pôde interferir. Mas o jogo foi tranquilo e se teve falta ou não, essas coisas pertencem ao futebol”.

Com um elenco recheado de bons jogadores em todos os setores, Luxemburgo foi questionado sobre os jogadores do meio-campo, entre Raphael Veiga, Lucas Lima e Gustavo Scarpa.

Foto: Cesar Greco/Palmeiras
Foto: Cesar Greco/Palmeiras

“São dois jogadores de qualidade, por mais que exista desconfiança do torcedor, mas eu não consigo quebrar a confiança. Eu protejo, mas não quebro a confiança. Quem quebra são os jogadores. e o Raphael Veiga tem talento assim com o Lucas Lima.

Só que eles tem que colocar o talento dentro de jogo, não sou eu que jogo por eles, eu escalo e eles que tem que mostrar que podem jogar. O Raphael fez dois bons jogos e agora com o cartão do Lucas, ele não jogou a Libertadores, mas ele jogou bem e tem potencial.

Ele que tem que dizer se é craque e se joga ou não joga. tanto Veiga, quanto Lucas e Scarpa tem qualidade e eles que tem que mostrar que tem condições de jogar. Não adianta querer ganhar posição no papo, tem que ganhar dentro de campo.

Não é só questão de ver o que tem aqui, é questão de ver lá (o treinamento), mas os repórteres não podem mais ver os treinamentos. Então não sabem como as coisas acontecem. Tudo é um conjunto, dia a dia é muito importante, gestão de grupo é muito importante, treinamento é muito importante.

Porque o cara faz treinamento e isso é o que dá condição de colocar no jogo. A pandemia atrapalhou da imprensa não poder ver os treinamentos para poder acompanhar. Infelizmente as informações que tem acontecido não chegam para fora, porque o jornalista gosta de ver e perguntar e já vem com algumas perguntas que eles estão meio assim: 'vou perguntar isso pra dar uma ‘esnucada’ no Luxa, daí eu saio pela tangente e pela bola 7”.

Foto: Cesar Greco/Palmeiras
Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Questionado sobre a atuação e desempenho de Scarpa, Luxemburgo ressaltou novamente a importância dos jogadores mostrarem dentro de campo e nos treinamentos a vontade de ser titular da equipe.

"É aquilo que eu falei, ele entrou bem no jogo, mas o jogador tem que mostrar o que ele quer dentro de campo e nos treinamentos e pra mim isso não tem problema nenhum. A volta dele foi legal, num jogo que tinha três jogadores suspensos. Trouxe ele do banco, ele entrou no jogo porque não tem essa coisa de porque não coloquei no banco passado e agora não ia trazer ele em campo. Não tem isso, não coloquei no jogo passado, coloquei ele hoje e coloquei pra jogar. Então, entrou bem no jogo, aí vai buscando o seu espaço.”

VAVEL Logo