Coordenador técnico da Ponte, Fabinho Moreno fala sobre derrota e novo treinador Marcelo Oliveira
Foto: divulgação/Ponte Preta

Após a demissão do técnico João Brigatti, foi Fabinho Moreno, coordenador técnico, que esteve no comando da Ponte Preta na derrota por 3 a 1 diante do Juventude, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O coordenador técnico evitou falar sobre a possível insatisfação de alguns jogadores com a comissão técnica. E aproveitou para analisar a partida da Ponte diante do Ju.

"Primeiro que esse assunto de insatisfação foi superado, isso não tem nada a ver. Eu tentei dar prosseguimento no trabalho da Ponte Preta, no que vínhamos executando de bom no campeonato, nós estamos sempre brigando pelo G4, isso é coisa que sempre temos que ressaltar, então eu acho que o time foi mais compacto, principalmente no primeiro tempo, o time ficou um pouco mais ajustado, com as linhas mais próximas, então melhorou nesse quesito. no segundo tempo conquistamos o nosso gol, que era importante, e em algumas umas infelicidades a gente acabou cedendo a vitória para o nosso adversário", disse.

Moreno também revelou ter sido consultado sobre Marcelo Oliveira, novo técnico da Macaca anunciado neste sábado(3), por já ter trabalhado com o treinador no Fluminense.

"Eu não participo de negociação de treinadores e nem de jogadores, eu participo com indicações, com algum comentário sobre as características dele, quem faz a contratação é o presidente junto com o executivo, que é o Gustavo Bueno. Nesse caso, eu pude dar algumas informações pra eles porque eu trabalhei com ele no Fluminense e eu acho que foi uma grande contratação, acho que o Marcelo já provou  na história dele que é um treinador de ponta, vencedor, com um curriculo que não tem questionamentos, e acho que é o perfil que estamos precisando. Um cara que passa tranquilidade, que sabe consquistar os jogadores, sabe falar na hora certa, tem muito conhecimento e eu acho que isso vai ser de muito proveito para nós.

Questionado sobre como a equipe pontepretana chega para o dérbi diante do Guarani, Fabinho Moreno, que novamente estará no comando da equipe se mostrou confiante.

"É uma pressão que já era inerente da partida, não vejo que aumenta, porque dérbi é dérbi, mexe com toda a nossa cidade, eu, como um bom campineiro, vivo isso desde criança, então sei da nossa responsabilidade e com certeza o resultado disso tudo que está acontecendo vai ser posto em prática na terça-feira", completou.

A Macaca chegou ao segundo jogo sem vitória e ocupa a quinta posição na tabela, com 21 pontos. Agora a Ponte Preta recebe o Guarani, novamente no Estádio Moisés Lucarelli, na terça-feira (6), às 21h30, pela 14ª rodada da Série B.

VAVEL Logo