Após excelente primeiro tempo, Bahia enfim prevalece fator casa e vence Vasco sem sustos
Foto: Divulgação/Bahia

O Bahia precisou de apenas 45 minutos para sacramentar o jogo diante do Vasco da Gama, em jogo válido pela 14ª rodada do Brasileirão 2020. A equipe Tricolor superou o clube carioca pelo placar de 3 a 0. Rossi, Gilberto e Clayson foram os autores do gol da equipe, todos marcados ainda no primeiro tempo da partida. Esse triunfo foi importante para o Bahia respirar e se afastar um pouco mais da zona de rebaixamento.

Formações iguais, resultados diferentes

Tanto Bahia quanto Vasco entraram em campo com a mesma formação: um 4-2-3-1. Pelo lado do Tricolor, o triângulo ofensivo funcionou quase que com perfeição, sendo muito efetivo. Os pontas Rossi e Clayson aproveitaram a fragilidade dos laterais do Vasco (Henrique e Pikachu) e puderam criar chances pelos lados do campo. O centroavante Gilberto, apesar de não viver grande fase, também balançou as redes em uma oportunidade. Já pelo lado do Gigante da Colina, as coisas não funcionaram tão bem. Os pontas Talles Magno e Vinicius não fizeram uma grande partida, e ambos acabaram sendo substituídos no intervalo. Vinícius, aliás, fez uma partida muito abaixo. O jovem atleta vascaíno pouco fez no jogo, tendo a pior nota do jogo segundo o Sofascore.

Mano Menezes foi muito feliz em aproveitar os extremos do campo, tanto seus laterais quanto seus pontas fizeram excelente partida, se aproveitando da fragilidade adversária no setor.

Vasco tenta, mas a falta de qualidade técnica atrapalha

O clube carioca foi para o segundo tempo com uma missão quase impossível em mãos: reverter um 3 a 0 na casa do adversário, o técnico Ramon Menezes sabia que para conseguir isso, iria precisar partir para cima do Bahia. Para isso, o treinador fez três substituições ainda no intervalo: Vinicius, Talles Magno e Marcos Júnior deram lugar a Cayo, Carlinhos e Gabriel Pec. Três mudanças na linha de 3, a segunda linha ofensiva que forma o triângulo do ataque.

Mas as mudanças surtiram pouco efeito; o Bahia continuava com o controle do jogo, e acabou chegando ao ataque mais que o Vasco, mesmo estando três gols a frente no marcador.

Sem Benítez, que cumpriu suspensão, Germán Cano pouco apareceu no jogo. O centroavante argentino quase não foi acionado por seus companheiros de equipe, conseguindo finalizar apenas uma vez durante toda a partida.

Cem jogos com uma festa indesejada

Fernando Miguel completou seu centésimo jogo vestindo a camisa vascaína, mas o goleiro não viveu grande noite. De quatro bolas que foram para o gol no primeiro tempo, três balançaram as redes vascaínas. No primeiro gol do Bahia, marcado por Rossi, Fernando Miguel foi muito infeliz. O goleiro do Vasco tentou cortar um cruzamento dando um soco na bola, mas errou o tempo do lance, deixando o jogador do Bahia livre para marcar. No segundo tempo, Fernando melhorou um pouco, mas era tarde demais, o placar já era muito amplo.

Classificação e próximos compromissos

Com esse triunfo, o Bahia sobe para a 13ª colocação na tabela, com 15 pontos somados. O Vasco da Gama vai para a décima colocação, com 18 pontos, e vê o G-4 se afastando cada vez mais. Na próxima rodada, o Tricolor irá enfrentar o Fluminense, no Maracanã, no próximo domingo (11), às 16h. O Vasco terá um clássico diante do Flamengo, em São Januário, no sábado (10) às 17h.

VAVEL Logo