Santos se aproxima de acordo com Hamburgo para encerrar punição na Fifa
Foto: Ivan Storti/Santos FC

O Santos está muito perto de um acordo com o Hamburgo, da Alemanha, para pagar a dívida de 4,8 milhões de euros pela contratação do zagueiro Cléber Reis, em 2017, ainda na gestão de Modesto Roma Júnior. A matéria foi inicialmente publicada pelo Lance e confirmada pela Vavel.

Na última semana o atual presidente do Peixe, Orlando Rollo fez uma "força-tarefa" e pediu ajuda a diversos grupos políticos diferentes. A chapa "União pelo Santos", que conta com Andrés Rueda (pré candidato à presidência) e Walter Schalka aceitou ajudar neste momento após uma "Ponte" feita por Rollo e pelo superintendente de esportes Felipe Ximenes.

O restante da dívida virá de receitas do próprio Alvinegro Praiano. O débito poderia originar perdas de pontos no Campeonato Brasileiro a partir do dia 13 de outubro. O Peixe está proibido pela Fifa de inscrever jogadores.

No acordo, que está sendo costurado, o Santos pagará 2,5 milhões de euros à vista (cerca de R$ 16,45 milhões) e mais três parcelas de 200 mil euros (cerca de R$ 1,3 milhão).

Agora o Santos corre contra o tempo para conseguir um acordo com o Hamburgo e ficar livre da punição que o impede de inscrever novos jogadores. O bloqueio por causa da dívida com o Huachipato, do Chile,por não pagar a dívida de US$ 3,4 milhões (R$ 18 milhões, na cotação atual) pela contratação do atacante Yeferson Soteldo só passa a valer a partir da próxima janela de transferências, então o Peixe tem até janeiro para resolver.

VAVEL Logo