Domènec Torrent avalia Flamengo mais confortável e critica loucura do futebol brasileiro 
Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Dois meses após chegar ao Brasil, o técnico Domènec Torrent sente os efeitos do calendário do futebol nacional e admite dificuldades para escalar o Flamengo mesmo tendo em mãos um dos elencos mais caros do País.

"Temos cinco jogos em 12 dias e precisamos que tratar os atletas com muito cuidado. Vamos procurar escalar o melhor time para o próximo jogo. Depois de dois dias é uma loucura jogar novamente, ninguém pode jogar bem em 48 horas. Muitos que vão atuar no próximo jogo não estarão 100%", comentou ele na coletiva após a vitória por 2 a 1 sobre o Vasco

O próximo compromisso do Flamengo é na terça-feira (13), diante do Goiás, lanterna do Brasileirão, no Maracanã.

Sinal de alerta em relação a Pedro

A solução encontrada por Dome é preservar alguns jogadores. Contra o Vasco foi a vez do zagueiro Natan, elogiado após atuar noventa minutos em quatro jogos consecutivos (Palmeiras, Independiente del Valle, Athletico Paranaense e Sport). Autor de cinco gols nos últimos seis jogos, o atacante Pedro pode ser o próximo da lista. "Por precaução, falo muito com o departamento médico, e sabíamos que dois jogadores, Pedro e Natan, estavam muito cansados. Todos querem jogar, mas tínhamos informação de que poderia haver risco de lesão".

Além da vitória, o técnico deixou São Januário satisfeito com o rendimento da equipe. "Estes jogadores têm muita personalidade, por isso ganharam tanto ano passado. Estamos jogando um pouco diferente. Você pode empatar ou vencer, mas o mais importante é jogar com personalidade, porque o time vai melhorando pouco a pouco. Acho que os jogadores estão mais confortáveis, jogam automaticamente".

Flamengo com a cara de Dome

"Muitas vezes o Thiago Maia estava de lateral-esquerdo e o Filipe Luís por dentro, isso trabalhamos no treino. Jogar posicional não significa ficar na mesma posição. Você pode trocar a posição, mas precisamos de jogadores sempre numa mesma posição, porque você pode jogar mais rapidamente. Na minha opinião, se todo mundo está se movendo, você não encontra. Quanto mais se move, a bola não encontra você. Se você não se move, a bola te encontra rapidamente. Esse é o meu estilo", finalizou o técnico espanhol.

VAVEL Logo