Renato reclama de pênalti, mas diz que alivia para a arbitragem: "Na próxima vou pegar pesado"
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Na tarde deste domingo (11), o Grêmio foi até a Vila Belmiro e acabou superado pelo Santos por 2 a 1. O resultado impediu que o Tricolor subisse na classificação e aumenta a cobrança em cima do elenco gremista. Após a partida, em coletiva de imprensa, Renato Gaúcho lamentou mais um revés e citou erros defensivos que custaram o resultado na Baixada Santista. 

"Cometemos erros infantis que proporcionaram a derrota. É um papo que já tive e vou continuar tendo com o meu grupo entre quatro paredes. Não começamos bem e conseguimos chegar ao empate, estávamos melhor no momento mais infelizmente tomamos um gol de pênalti novamente", disse o treinador.

Com dois pênaltis marcados a favor do Peixe. O técnico Renato Portaluppi reclamou de um lance específico no segundo tempo, quando a bola toca no braço de Felipe Jonathan, mas o árbitro Braulio da Silva Machado nada marcou. O técnico gremista reclamou com o fato do árbitro de vídeo, Wagner Reway, não ter chamado Braulio para assistir ao lance no monitor na Vila Belmiro. O argumento de Renato é que, em lances duvidosos, quem precisa decidir é o árbitro do jogo e não o responsável pelo

Eu não aguento mais nadar contra maré. O árbitro do VAR tem que parar de decidir o que é pênalti ou não. Alguns (times) estão sendo ajudados e outros prejudicados. Tem que chamar o árbitro do jogo para ir lá decidir. Da mesma forma que chamou nós pênaltis legítimos do Santos. Hoje estou aliviando nas críticas. Na próxima, vou pegar pesadoO Grêmio foi prejudicado de novo pelo VAR. Por que não chamou o árbitro do jogo? Se tem a dúvida, tem que ir ver”, completou Renato.

O lance reclamado por Portaluppi ocorreu aos 19 minutos do segundo tempo. Orejuela recebeu pela direita e cruzou na área. A bola bateu no braço de Felipe Jonatan, mas o árbitro viu e disse não se tratar de pênalti. Reway fez a revisão e o jogo seguiu sem Braulio ir ao monitor.

Não é possível um lance daqueles, braço aberto, como que não é pênalti? O árbitro de vídeo fala que não foi e fica por isso mesmo. Trabalhamos a semana toda e somos prejudicados por um lance. Aí não dão entrevista, ficam dentro da CBF e danem-se os treinadores, os clubes,os árbitros. Daqui a pouco vai ser outro. Não conseguem definir uma regra. Tira o árbitro do jogo, se é o vídeo que decide tudo", argumentou Renato.

Com a derrota o Grêmio, com 17 pontos, ocupa a 13ª posição na tabela de classificação. Na próxima rodada o Imortal recebe o Botafogo, às 19h15(de Brasília), pela 16ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo