Coudet admite pressão do Athletico, mas elogia atuação vitoriosa do Internacional
Imagem: Ricardo Duarte/SC Internacional

A atuação do Internacional na vitória por 2 a 1 contra o Athletico-PR no Beira-Rio, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro na noite deste domingo (11) foi elogiada por Eduardo Coudet.

Em entrevista coletiva, o técnico argentino comentou sobre suas escolhas iniciais e substituições em partida contra o Furacão e comentou, também, sobre os desfalques de Edenilson, suspenso, e Boschilia, lesionado, que acabaram dificultando seu trabalho.

“Quando estamos completos, jogamos de uma maneira. Quando falta alguém, pergunto... Quem é o substituto natural de Edenilson? Quem é o de Boschilia? São características distintas. Tivemos que colocar atacantes no fim porque não tínhamos meio-campistas. Precisamos nos adaptar. Hoje tínhamos jogadores de característica mais direta, como Marcos, Praxedes e até Patrick”, falou ao ser perguntado sobre a escalação.

Sobre as defesas de Lomba, Coudet admitiu que não gosta quando o goleiro é a peça chave da partida. Porém, o arqueiro brilhou neste domingo ao parar os chutes de Renato Kayzer e Fabinho.

"Bonita para ele, que defendeu. Para mim, todas as defesas do Lomba eu não gosto, porque chutam ao gol. Mas foi uma defesa impressionante. Sofremos até o final com o Athletico, mas também tivemos chances. O goleiro deles fez boas defesas, como a de Abel. Tivemos muitas chances. Um rival muito duro, que sempre tenta jogar. Foi uma partida importante, com três pontos muito importantes”, completou sobre as chegadas do Athletico-PR em uma partida disputada.

Com a vitória, o Colorado chega a 28 pontos e assume a segunda posição no Campeonato. O próximo desafio do Inter é na Ilha do Retiro, em Recife, contra o Sport na quarta-feira (14), às 21h.

VAVEL Logo