Marinho decide novamente, e Santos vence Grêmio na Vila Belmiro
Imagem:Reprodução/Santos Futebol Clube

No último domingo (11), o Santos ganhou do Grêmio por 2 a 0 na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Brasileirão. A partida serviu para confirmar a fase das equipes no campeonato. Por um lado, o Alvinegro Praiano agora chega a 12 partidas seguidas sem derrota e fecha o G-6. Por outro, o Tricolor ainda não emplacou e termina a rodada na 14ª colocação.

Primeiro tempo

A partida começou com os mandantes controlando a maior parte das ações. A menos de 15 minutos, o Santos já havia dado perigo à meta de Vanderlei com finalizações de Arthur Gomes de cabeça, e Kaio Jorge em remate de fora da área.

Nessa altura, a posse de bola santista era de 75%. Não durou muito para o primeiro pênalti da partida ocorrer. Minutos depois, Kaio Jorge recebeu passe na direita, tentou o cruzamento e a bola explodiu no braço de Paulo Miranda. Bráulio da Silva Machado não precisou de VAR para assinalar a penalidade. Marinho converteu com uma cavadinha no meio do gol.

A primeira chegada do Grêmio aconteceu apenas aos 23 minutos. Em finalização sem perigo de Thaciano. O jogo era todo do Santos. Com o time leve e rápido, os jogadores de Cuca agrediram o adversário com bastante intensidade. E o Grêmio não possuía válvula de escape alguma como resposta.

Enquanto o Santos utilizava o meio-campo com Jobson e Pituca tramando jogadas curtas, o Grêmio forçava bolas longas que pouco incomodavam os rivais. Além disso, a marcação alta santista também contribuía com as jogadas de ''linha direta'' Tricolor, e a todo momento eram forçados a cometer algum erro.

A melhor chance gremista na primeira etapa veio da cabeça de Diego Souza, que aproveitou escanteio cobrado por Pará e colocou a bola rente a trave. A resposta santista veio em sequência, com Jean Mota acertando um chute de fora da área na trave.

Até o final do primeiro tempo, o Santos continuou explorando jogadas com Marinho e Kaio Jorge pelo lado direito, e uma dessas jogadas quase resultou segundo gol, onde Pituca tentou emendar de letra, mas Paulo Miranda desviou pra fora. Lucas Silva - o melhor do Grêmio na partida - aproveitou saída errada de Pará, arriscou um chute e obrigou João Paulo e espalmar a bola.

O primeiro tempo terminou com o Santos finalizando sete vezes, contra três do Grêmio.

Segundo tempo

Renato Gaúcho modificou seu time pondo em campo Isaque no lugar de Robinho. Entretanto, o Santos quase ampliou, quando Jean Mota cruzou rasteiro para Marinho da marca do pênalti acertar o pé da trave. O Grêmio se mostrou um  mais perigoso com oportunidades de Diego Souza e Cortez.

Até que aos 27 minutos o Diego Barbosa tramou pela esquerda, tocou para Isaque, que abriu pra Pepê. O jovem rolou para o veterano Diego Souza que com um belo tapa de direita encontrou o único lugar possível dentre os marcadores para a bola entrar. Jogo empatado.

Apesar do Grêmio tomar mais iniciativa da partida, o Santos não tinha dificuldades em ganhar a segunda bola e não deixava ser sufocado. Lucas Veríssimo em grande atuação garantiu solidez à zaga.

Aos 30, David Braz tenta impedir chute de Marinho dentro da área e comete pênalti, que foi assinalado apenas após consulta de Bráulio da Silva ao VAR. O próprio Marinho converteu, fazendo seu segundo gol de pênalti na partida, e décimo gol no campeonato, se isolando na vice-artilharia.

Até o fim da partida, o Santos soube administrar o placar, e ainda conseguiu finalizar com Madson e Lucas Veríssimo. O Grêmio pouco incomodou, numa atuação ruim da maioria dos jogadores.

A partida terminou com Santos e Grêmio empatados em finalizações: 11 para cada lado. Entretanto, o clube alvinegro foi superior em remates em direção ao gol (6 a 4) e posse de bola (56% a 44%).

Marinho, novamente decisivo, foi o maior destaque individual da partida. E Cuca prova que conseguiu dar uma cara ao bastante questionado elenco do Santos pré-Brasileirão.

Próximos passos

Pela 16ª rodada, o Grêmio recebe o Botafogo, na Arena, na próxima quarta-feira (12) às 19:15. O Santos tenta se manter no G-6 recebendo o Atlético Goianiense, também na quarta, às 20h30, na Vila Belmiro.

VAVEL Logo