No jogo de número 50 de Tite, Brasil viaja para enfrentar Peru nas Eliminatórias
Tite fará jogo 50 na Seleção em Peru x Brasil (CBF/Divulgação)

Ao longo da história, Brasil e Peru tiveram reais momentos de rivalidade em pouquíssimos momentos. Na Copa do Mundo 1970, as duas equipes fizeram uma das quartas-de-final - em 4 a 2 lembrado até hoje. As duas seleções fizeram, também, a final da Copa América 2019 - com goleada brasileira: 5 a 0. Nesta terça-feira (13), os Incas e a Canarinho voltam a se enfrentar, às 21h (Horário de Brasília), em duelo válido pela segunda rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo.

As duas seleções, por sinal, estrearam bem na competição. No primeiro jogo do certame, o Peru visitou o Paraguai na quinta-feira (08) e ficou no 2 a 2 no sempre temido Defensores del Chaco. Um dia depois, o Brasil goleou a Bolívia: 5 a 0, na Neo Química Arena. 

Nada de revanche

Em entrevista na última segunda-feira (12), Ricardo Gareca sequer citou algo próximo de um clima de revanche contra o Brasil. O técnico preferiu focar na análise de desempenho dos Incas e, também, em vislumbrar como o Brasil irá para o confronto.

"Todo o time me deixou satisfeito contra o Paraguai, mas reconheço que temos que melhorar muito. Pode ser uma desconexão ou desinteligência típica do fato de não jogarmos há meses, mas não é algo particular do Peru. Todas as seleções estão na mesma posição e isso dá paz de espírito. O Brasil varia os jogadores, mas tem a mesma essência daqueles que conquistaram a Copa América. Tite é um treinador ofensivo, pode mudar um atleta, mas a sua essência não muda", destacou Ricardo Gareca, técnico argentino da seleção peruana.

O treinador, porém, enfrenta problemas. Christian Cueva sentiu dores na coxa direita e tornou-se dúvida. Alex Valera e Raúl Ruidíaz testaram positivo para coronavírus e, naturalmente, serão desfalques na peleja.

Provável escalação: Pedro Gallese; Luis Advíncula, Carlos Zambrano, Luis Abram, Miguel Trauco; Renato Tapia, Yoshimar Yotún, Pedro Aquino; André Carrillo, Christofer Gonzales e Jefferson Farfán (Raúl Ruidíaz). Técnico: Ricardo Gareca.

Marco especial

O jogo contra o Peru será o de número 50 de Tite no comando da Seleção Brasileira. Mas, de acordo com o próprio técnico, tal marca não o seduz. O foco é, apenas, a peleja.

"Adversário importante, grau de dificuldade técnica e física superior ao que enfrentamos. Temos que ter essa capacidade de contextualizar. Não estou pensando muito nos 50 jogos, penso numa ideia de futebol e que a equipe jogue muito. Que tenha a consciência que tem que criar e fazer gol, ser dura e dificultar ao máximo o adversário, se possível não tomar gol e que traduza isso em vitórias. A forma também anímica, com que a equipe se traz ao longo desse tempo vai se moldando. Em três, quatro momentos teve as Eliminatórias, Copa do Mundo, amistosos, Copa América. E agora uma retomada. É um tempo muito grande, seis meses te faz um atleta evoluir", destacou o treinador.

Ainda antes da apresentação para a Data FIFA, Alisson e Gabriel Jesus se machucaram e foram substituídos por Ederson e Matheus Cunha.

Provável escalação: Weverton, Danilo, Thiago Silva, Marquinhos e Renan Lodi; Casemiro e Douglas Luiz; Everton (Richarlison), Philippe Coutinho e Neymar; Roberto Firmino. Técnico: Tite

Arbitragem

Árbitro de campo: Julio Bascuñán (Chile)

Auxiliares:  José Retamal e Raul Orellana (Chile)

VAR: Piero Maza (Chile)

VAVEL Logo