Flamengo
vence Avaí/Kindermann, mas não se classifica às quartas de final no Brasileirão
Feminino A1
Foto: Agência ME/WP Assessoria

Não deu para o Flamengo no Brasileirão Feminino A1. O Rubro-negro venceu o Avaí/Kindermann pelo placar de 2 a 1 nesta quarta-feira (14) pela 15ª e última rodada da primeira fase, mas o resultado não foi suficiente para as Meninas da Gávea se classificarem às quartas de final. No Estádio Giulite Coutinho, casa do America, Ana Carla (com gol olímpico) e Flávia fizeram para as mandantes, e Lelê, para as visitantes.

Ficou para a última rodada a chance de classificação à segunda fase para as Meninas da Gávea. Na nona posição com 21 pontos, o Rubro-negro só passaria em caso de vitória e tropeço da equipe do Grêmio, oitavo colocado e então último classificado com 23 pontos.

O Flamengo vinha de derrota para o Palmeiras, 1 a 0 para o time paulista. Já o Avaí, além de vitória na rodada anterior (3 a 0 para cima do Iranduba), já estava garantido na próxima fase, no quinto lugar com 27 pontos.

A primeira etapa já começou pegada, com muitas faltas e as duas equipes querendo o resultado. Aos seis minutos, cobrança de falta de Catyellen pela esquerda direto para o gol, mas Kaká agarrou sem perigo. Mas, dois minutos depois, quem balançou as redes foi a equipe que mais precisava. E que gol. Ana Carla abriu o placar com um lindo gol olímpico pela direita.

As Meninas da Gávea se animaram após o gol, chegando na área adversária. O time catarinense marcava bem, mas não chegava ao ataque, não ficava com a bola. Porém, aos 22, Duda arriscou da ponta-esquerda e exigiu boa interceptação de Kaká. Em seguida, como resposta, Ana Carla, em mais um lance de habilidade, deu uma caneta na adversária e finalizou em chute frontal da entrada da área, mas para fora por pouco. E, na sequência, chute na trave de Catyellen, em momento de chances lá e cá.

Até que, aos 30 minutos, Lelê foi oportunista e não desperdiçou quando a bola sobrou para ela em belo chute de fora da área que explodiu no travessão, empatando a partida. O Rubro-negro foi para a reação. Ana Carla tentou de longe pela esquerda, mas isolou. Aryane pedalou para cima da adversária e tentou chute colocado da entrada da área, mas a bola saiu por cima do gol. Antes do intervalo, Lelê ainda chutou forte dentro da área pela direita, porém mandou na rede pelo lado de fora.

E o Flamengo já iniciou o segundo tempo pressionando no campo de ataque, sabendo que precisa da vitória. Logo aos oito minutos, o resultado veio. Levantamento na área pela direita, Flávia infiltrou sem marcação e fez de cabeça, recolocando a equipe carioca na frente. Quatro minutos depois, Flávia de novo arrancou pela direita e arriscou chute forte, mas direto para fora.

O Rubro-negro precisava de mais gols para aumentar em saldo, pois o Grêmio estava empatando e conseguindo um ponto contra o São Paulo. Aos 26, finalização perigosa do time da Gávea pela ponta-direita, que passou na frente de Bárbara e saiu. Três minutos depois, chute forte de longe pegou efeito e assustou Kaká. Já com 42 minutos, grande defesa de Bárbara à queima-roupa, evitando que o Flamengo aumentasse a vantagem. E, com o placar final de 2 a 1 e o empate do Grêmio, as rubro-negras ficaram de fora das quartas de final.

Classificação e próximos compromissos

Eliminado, o Flamengo permaneceu na nona posição com os mesmos 24 pontos das meninas do Grêmio, mas com menor saldo. Já o Avaí/Kindermann terminou a primeira fase do Campeonato Brasileiro Feminino na sexta colocação com 27 pontos. Pelas quartas de final, o time de Santa Catarina enfrenta o Internacional no dia 28 em casa e no dia 1º de novembro no Rio Grande do Sul.

VAVEL Logo