Jogadora do Avaí/Kindermann, Camila realça dificuldades das quartas do Brasileiro Feminino
Foto: Rebeca Reis

Recém-convocada para a Seleção Brasileira Sub-20, a zagueira de 19 anos está na fase final do Campeonato Brasileiro Feminino. Com a camisa do Avaí/Kindermann, Camila entra na disputa do título do Brasileirão A1. Primeira partida das quartas de final será no dia 28 de outubro.

Direto da concentração com a Seleção Brasileira, Camila falou da experiência de treinar com algumas de suas adversárias durante o Brasileirão A1, analisando as jogadas para futuros confrontos.

“Não misturamos as coisas, em convocação o foco é outro. Em relação a observar características e jogadas, treino junto com elas na concentração, então isso acontece independente do confronto que teremos no Brasileiro “, disse Camila.

Apesar da pouca idade, não é a primeira vez que a zagueira, que também atua como volante, disputa as quartas de final do Campeonato Brasileiro Feminino A1. Em 2017, chegou a mesma fase com a Ponte Preta.

“É uma fase com um nível de dificuldade e concentração maior, é um vai ou não vai a curto prazo, por serem apenas dois jogos, diferente da primeira fase que é mais longa e, caso necessário, dá tempo de recuperar”, comentou a atleta sobre a experiência na competição.

Em relação a preparação para os jogos, Camila afirmou a importância de todos os jogos e que se apega no trabalho coletivo e na esperança de alcançar o objetivo final.

“Todos os jogos são importantes, é um processo, mas me apego no trabalho coletivo e esperança de chegarmos no nosso objetivo, que é o título”, finalizou.

O Avaí/Kindermann entra em campo na próxima quarta-feira (28), a equipe de Santa Catarina recebe o Internacional no Ressacada.

VAVEL Logo