Já no returno da Série B, Guarani vence CSA em noite de golaços
Foto: Daniel Chiesa/Guarani

Na abertura do returno da Série B do Campeonato Brasileiro, o Guarani venceu o CSA, por 2 a 1 e interrompeu a série invicta de sete jogos da equipe alagoana. Os gols foram marcados por Lucas Crispim e Lucas Abreu para o Bugre e Rodrigo Pimpão para o Azulão de Mutange.

Estratégias

O técnico Felipe Conceição deu a primeira chance a Eliel na equipe titular. Pablo foi mantido na direita. Rangel ficou com a posição de Arthur Rezende, enquanto Bruno Sávio substituiu Rafael Costa.

O técnico Mozart Santos colocou o volante Geovane no lugar de Marquinhos. E sem poder contar com o centroavante Paulo Sérgio, Pedro Lucas foi mantido e Andrigo retornou a equipe titular. O atacante Rafael Bilu ficou no banco e Nadson entrou na armação.

Gol no início de novo

O CSA sofreu gol logo aos quatro minutos de jogo. Em uma dividida com Cléberson, Lucas Crispim foi derrubado dentro da área. O árbitro que estava bem colocado marcou pênalti para o Guarani. Na cobrança, o camisa 10 bateu no cantinho, o goleiro Matheus Mendes se esticou todo, mas não conseguiu chegar na bola, e o Bugre abriu o placar no Brinco de Ouro.

O Azulão seguia tendo dificuldades para jogar por conta da marcação alta do Bugre, que acabou recuando demais para explorar os contra-ataques e chamou o time alagoano para cima.

Aos poucos os espaços iam aparecendo para o Azulão, mas ainda faltava acertar o ultimovoasse. Até por conta disso, o goleiro Gabriel Mesquita só assistia a partida.

Até que aos 39 minutos, após cobrança de lateral, a bola quicou dentro da área do Guarani, Rodrigo Pimpão aproveitou o vacilo da defesa, emendou uma bicicleta e marcou um golaço para deixar tudo igual.

O gol deixou o time da casa nervoso, tanto que aos 44, o técnico Felipe Conceição reclamou da arbitragem e foi advertido com cartão amarelo, mas continuou e recebeu cartão vermelho.

CSA volta melhor, mas sofre gol nos acréscimos

Após o intervalo, o CSA voltou já assustando o Guarani. O atacante Pedro Lucas recebeu um ótimo passe de Pimpão, ficou cara a cara com Gabriel Mesquita chutou e o goleiro espalmou. 

O goleiro do Bugre voltou a aparecer bem ao sair cara a cara cara novamente com Pedro Lucas, aos 11 minutos, e na sobra de bola, Rodrigo Pimpão mandou por cima. O jogo seguia morno, mesmo o time visitante tentando ser mais objetivo.

Aos 39 minutos, Allano chutou forte de fora da área e quase fez o gol da virada do CSA.

Tudo se encaminhava para um empate, até que aos 44 minutos, Lucas Abreu aproveitou corte de Cléberson, emendou um balanço, de primeira, e mandou no ângulo de Matheus Mendes para decretar a vitória do Guarani.

Pênalti não marcado

A equipe alagoana ainda reclamou de um pênalti legitimo não marcado. O lance aconteceu aos 17 minutos, do segundo tempo. Rafael Bilu entrou na área do Guarani, disputou a bola com Walber, que colocou o braço no rosto do jogador, e foi para o chão. O árbitro André Rodrigo Rocha nada marcou e mandou seguir o jogo.

Classificação e próximos jogos

Com a vitória, o Bugre chegou aos 24 pontos e pulou para o 12º lugar. Já o Azulão de Mutange permanece na sétima posição, com 28 pontos.

Na próxima segunda-feira(9), o Guarani enfrenta o Cruzeiro, em Belo Horizonte, às 20h(de Brasília). No dia seguinte, o CSA recebe a líder Chapecoense, no Estádio Rei Pelé, às 21h30(de Brasília), pela 21ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo