Coluna do meio: Léo Ortiz marca um em cada lado e Bragantino arranca empate do Santos no fim
Foto: Divulgação/RB Bragantino

No duelo paulista, Red Bull Bragantino e Santos, se enfrentaram no Estádio Nabi Abi Chedid, em partida válida pela 20ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Em jogo bastante truncado, o Peixe saiu na frente no placar, mas cedeu o empate já no final da partida e novamente ficou no empate com o Massa Bruta. Os gols foram marcados por Léo Ortiz, um contra e um a favor.

Vale lembrar que as equipes se enfrentaram três vezes em 2020 e empataram todas. No Campeonato Paulista o empate foi 0 a 0 e no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro, o placar também ficou em 1 a 1.

Primeiro tempo truncado

Sem contar com seus principais jogadores: Claudinho, pelo lado do Massa Bruta e Marinho pelo Peixe, o jogo começou truncado com as equipes mais errando do que criando alternativas ofensivas. E como consequência as chances de perigo foram muito raras. Do lado do Santos teve um chute de Madson, pelo lado do RB Bragantino uma bola aérea, mas nada de contundente.

Só que a partir daí, o Bragantino seguiu tentando pressionar o Peixe. E aos 25 deu um susto nos santistas. Cuello recebeu de Lucas Evangelista e mandou colocado no travessão de João Paulo. O Santos assustou aos 27, com Soteldo que recebeu a bola pela esquerda, após um bom contra-ataque, puxou para o meio e bateu firme. O chute, no entanto, desviou na marcação e foi para fora.

O time da casa seguia mais disposto a abrir o placar e poderia ter feito com Cuello, mas novamente João Paulo apareceu novamente e fez a defesa no chute cruzado; Artur também tentou, mas cabeceou para fora.

Léo Ortiz tem noite de "artilharia" e marca para os dois times

Assim como na etapa inicial, o jogo seguia truncado demais. O auxiliar técnico Cuquinha, que substituiu Cuca, que está internado com Covid-19, já voltou do intervalo com três alterações Pará, Lucas Lourenço e Lucas Braga nos lugares de Madson, Jean Mota e Arthur Gomes, mas de nada adiantava e o Santos não conseguia se tornar dominante. Por outro lado, o Bragantino seguia buscando mais o gol, porém errava muito ao tramar as jogadas.

E aos 18 minutos, um dos gols mais esquisitos do Campeonato Brasileiro aconteceu. O Peixe, que não conseguia atacar, conseguiu acionar Soteldo pela esquerda. O venezuelano buscou espaço e mandou a bola na área. No meio do caminho, a bola acabou desviando no braço do zagueiro Léo Ortiz. Seria pênalti, claro. Mas a bola parou dentro do gol. O árbitro chegou a apontar para a marca de pênalti, mas só soprou o apito depois de a bola entrar. Enfim, o Santos saiu na frente no placar.

A desvantagem acabou deixando o Massa Bruta desnorteado em campo e se desarmou por alguns minutos. Mas não demorou muito para retomar a confiança e criou boas chances: com Hurtado, que mandou por cima; Artur de cabeça, que acertou a trave. E quando tudo já se encaminhava para a vitória santista, no último minuto da partida, o time da casa foi premiado pela insistência, e Léo Ortiz, de cabeça, mandou para o fundo do gol e dessa vez, marcou para a equipe certa. Placar final 1 a 1.

O que vem por aí

O Peixe novamente perdeu a chance de encostar no G-4 da competição e como consequência perdeu a sexta posição. Agora a equipe da Vila Belmiro está em sétimo, com 31 pontos. Já o Massa Bruta, com 20 pontos, está na 16ª posição.

Na próxima rodada, o Santos recebe o Internacional, na Vila Belmiro, no sábado (14), às 16h30. Na segunda-feira (16), o Bragantino visita o Botafogo, às 20 horas, no Nilton Santos.

VAVEL Logo