Jorge Desio exalta goleada do Atlético-MG, mas pondera: "Não foi nosso melhor jogo em 2020"
Jorge Desio, auxiliar de Sampaoli | Foto: Divulgação/Atlético-MG

Jorge Sampaoli não comandou o Atlético-MG na histórica goleada do Galo contra o Flamengo, neste domingo (8), em jogo válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020. Suspenso, o auxiliar do treinador principal, Jorge Desio, foi o responsável por comandar o time alvinegro. Após a peleja, ele concedeu uma interessante entrevista coletiva.

Apesar da sonora goleada na equipe que dominou o futebol sul-americano em 2019, Jorge Desio destacou que não acredita que a atuação contra o Flamengo foi a melhor de 2020. "Eu acho que não. Pela magnitude do rival, parece que foi isso. Nós, depois do 2 a 0, os últimos minutos do primeiro tempo não foram bons, mas pudemos remediar e voltamos a fazer um bom jogo no segundo tempo. Repito: temos que ficar muito contentes pelo rival que vencemos hoje", destacou, após o 4 a 0 do Brasileirão 2020.

Três zagueiros e time reativo

Mais defensivo do que de costume, Desio falou sobre a formação inicial do Atlético-MG. "Mais reativo do que ativo? Por um momento, pode ser. Isso manifesta a inteligência dos jogadores. Há que se defender bem quando não tem a bola. Por isso que pudemos fazer uma transição importante da defesa para o ataque, assim nasceram alguns gols. Nós saímos com três zagueiros para fazer uma pressão na saída deles, mas depois, quando eles tiveram um resultado desfavorável, com um 0 a 2, soltaram mais gente no ataque e chegaram com alguns cruzamentos pela esquerda. Nós, aí, trocamos para um 4-4-2, mas com essa saída deles podemos fazer um bom jogo, com transição importante", finalizou o interino treinador do Galo.

VAVEL Logo