Geninho comemora vitória apesar de desfalques pela Covid-19: "Difícil administrar"
Foto: Divulgação/Avaí

O Avaí superou superou o Paraná pelo placar de 2 a 1, na Ressacada, pela 21ª rodada do Brasileirão Série B nesta sexta-feira (13). Renan Bressan, camisa 10, abriu o placar para o Paraná, mas o ponta Rómulo tratou de deixar tudo igual em um belo chute de fora da área no final do primeiro tempo. O gol decisivo saiu de uma infelicidade do zagueiro Philipe Maia, que marcou contra e sacramentou a vitória do Leão.

Com os três pontos conquistados, o Avaí assume a sétima colocação, com 30 pontos somados, ficando a apenas quatro pontos do Juventude, que abre a zona de classificação para a Série A, mas tem um jogo a menos.

Geninho, treinador do Avaí, comentou sobre as dificuldades em manter a equipe competitiva mesmo após tantos desfalques.

“Foi difícil de administrar. Típica sexta feira 13 mesmo. Doze ou treze jogadores que ficaram fora. Nós procuramos trabalhar valorizando o grupo. Não queríamos ter mudanças drásticas na equipe”, disse o técnico.  

Geninho, ainda sobre o desgaste da equipe, também falou sobre como foi lidar com a situação ao decorrer da partida, tendo que fazer substituições para evitar maiores problemas.

“Passei a ter alguma dificuldade, alguns jogadores com dificuldades de jogar. Não sabíamos se íamos continuar mantendo o ritmo, tivemos que fazer substituições e mudar posições em campo”, reforçou.  

Ele falou também sobre suas expectativas para o restante do campeonato e o que o Avaí precisará fazer para alcançar seu objetivo, que é alcançar o acesso à Série A.

“Estamos com o jogo de hoje na cabeça. Mas, quando vira o turno, a gente começa a fazer conta. Precisamos fazer entre 62 e 63 pontos. É fundamental que a gente mantenha essa performance dentro de casa”, completou Geninho.

O próximo compromisso do Leão será diante do Confiança, na próxima sexta-feira (20), às 16h30. O Avaí espera conseguir manter sua boa sequência na Ressacada, onde não perde a cinco jogos.

VAVEL Logo