Brasil
supera dificuldades diante do Uruguai e encerra 2020 invicto nas Eliminatórias
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Novamente não foi jogo fácil, mas a Seleção Brasileira venceu e encerrou 2020 com 100% de aproveitamento. A equipe viajou até o Uruguai para encarar a seleção da casa nesta terça-feira (17), no Centenário, em Montevidéu, em confronto válido pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas à Copa do Mundo Qatar 2022.

Com gols de Arthur e Richarlison, os brasileiros venceram fora de casa pelo placar de 2 a 0. O atacante Cavani, por parte dos uruguaios, foi expulso no segundo tempo e complicou a situação dos mandantes na partida.

Distribuição tática

Sem poder contar com a estrela Luis Suárez, afastado por Covid-19, o técnico Óscar Tabárez optou por escalar o Uruguai no 4-4-2: Campaña no gol, Cáceres e Oliveros nas laterais, Giménez e Godín na defesa. No meio, o quarteto foi composto por Nández, Torreira, Bentancur e De la Cruz, enquanto no ataque a dupla foi formada por Cavani e Núñez.

Outra vez sem Neymar, devido à lesão, o Brasil do treinador Tite foi a campo no tradicional 4-3-3: Ederson no gol, Marquinhos e Thiago Silva na defesa, Danilo e Renan Lodi nas laterais. Arthur, Douglas Luiz e Everton Ribeiro formaram o trio no meio-campo, enquanto Gabriel Jesus, Firmino e Richarlison foram os escolhidos no ataque.

Clássico sul-americano de poucas surpresas durante os 90 minutos

Tanto o primeiro quanto o segundo tempo, o confronto entre duas maiores seleções da América do Sul se destacou por muita disputa e poucas chances claras de gols entre as equipes. Ao todo, cinco finalizações uruguaias (nenhuma no alvo) e seis chutes dos brasileiros, sendo quatro em direção ao gol.

Parte da disputa se deve à alta quantidade de faltas durante os 90 minutos: 16 dos mandantes contra 12 dos visitantes. Mesmo jogando longe de seus domínios, a Seleção Brasileira registrou 59% de posse de bola, com 560 passes (481 certos), enquanto a Celeste somou 385 passes e apenas 291 certos.

Sem fazer brilhante atuação, o Brasil recorreu à eficiência na primeira etapa para abrir o placar aos 34 com Arthur, que recebeu passe de Gabriel Jesus para arriscar chute de longa distância. A vantagem foi ampliada aos 45, em lance que Renan Lodi lançou a bola na área e encontrou Richarlison para cabecear ao fundo das redes.

Com nenhuma finalização no alvo, o Uruguai parou na trave em duas oportunidades: aos quatro minutos com Núñez e antes da ida ao intervalo com Godín. A Celeste, após sofrer com a expulsão de Cavani, teve gol anulado de Cáceres no segundo tempo por impedimento. Sem inspiração na frente, pouco ameaçou o goleiro Ederson.

Outra vez os brasileiros não apresentaram desempenho impressionante, repetiram a atuação da última partida diante da Venezuela ao ter grande domínio da posse de bola e poucas finalizações. Contudo, usaram novamente a competência para construir o bom resultado e sair com mais uma vitória nas Eliminatórias.

Classificação e próximos compromissos

Com a vitória, o Brasil segue isolado na liderança, com 12 pontos em quatro jogos. O Uruguai, enquanto isso, se encontra na quinta colocação, com seis pontos. Na próxima rodada, que será realizada em 25 de março de 2021, brasileiros e uruguaios irão visitar, respectivamente, Colômbia e Argentina, com horários a serem definidos.

VAVEL Logo