Richarlison alerta para apagão no Amapá e diz que Seleção aprendeu jogar sem Neymar
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A corrente de solidariedade sobre o caos atual no Amapá que tomou conta das redes sociais também chegou ao atacante Richarlison, autor do segundo gol da Seleção Brasileira contra o Uruguai na vitória por 2 a 0 na última terça-feira (17) em Montevidéu. Desde o início do mês, grande parte da população do estado localizado na região Norte convive com consequências do racionamento de energia elétrica.

"Quero dedicar esse gol para todas as pessoas do Amapá, que estão sofrendo muito nesses dias, e como cidadão brasileiro peço que as autoridades se pronunciem, tomem providências. Eles poderiam dar uma atenção a mais, olhar com carinho para o povo de lá, que são cidadãos de bem que estão fazendo o melhor e lutando. O imposto e a comida estão muito caros, então espero que isso possa se resolver logo", lamentou Richarlison na entrevista após a partida.

Os amapaenses relatam problemas como aumento dos preços nos combustíveis e supermercados, falta de água mineral e até gelo, tudo em virtude do racionamento de energia elétrica que atinge 14 dos 17 municípios do estado. A capital Macapá está entre eles e, de acordo com informações da imprensa local, há filas quilométricas para comprar itens de primeira necessidade e muitas ruas estão escuras.

Além da sensibilidade em relação ao Amapá, Richarlison também se posiciona ativamente nas redes sociais com mensagens de combate ao racismo, à violência contra mulher e ao estupro, por exemplo.

Arthur abriu o placar contra o Uruguai (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Arthur abriu o placar contra o Uruguai (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

 

Richarlison atuou como titular nos dois jogos destas Eliminatórias, o  empate sem gols diante da Venezuela e agora diante do Uruguai. "É sempre bom marcar gols com a camisa da seleção, ainda mais contra uma grande equipe, e jogar dentro do Estádio Centenário é muito difícil. Ouvimos muitas críticas por ter ganhado só de 1 a 0 da Venezuela, mas dentro de campo vimos o sofrimento que é furar o bloqueio defensivo deles. Queríamos mais gols, mas 1 a 0 foi fundamental para continuarmos invictos".

Como também venceu Bolívia e Peru, a seleção brasileira é a única que mantém 100% de aproveitamento nas Eliminatórias.

"Jogamos uma Copa América inteira sem o Neymar. Ele faz bastante falta, deixa a gente na cara do gol e está sempre marcando também, mas a gente tem conseguido fazer bons jogos mesmo sem ele. Temos a ciência do que o professor Tite pede para a gente dentro de campo. Precisamos estar sempre preparados e fechamos com chave de ouro", finalizou Richarlison, lembrando que o principal jogador foi desconvocado por sentir uma lesão no músculo adutor da perna esquerda.

Arthur abriu o placar contra o Uruguai (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Além do Uruguai, Richarlison marcou nas Eliminatórias no 4 a 2 sobre o Peru (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)


 

VAVEL Logo