Abel Braga diz que experiência era mais importante que tática contra América-MG
Abel Braga em América-MG 0 a 1 Internacional (Foto: Ricardo Duarte/SC Internacional)

O Internacional venceu, mas não levou. Na última quarta-feira (18), o Colorado ganhou do América-MG por 1 a 0 no Independência, mas, nos pênaltis, o Coelho eliminou os gaúchos nas quartas de final da Copa do Brasil 2020. Técnico do escrete de Porto Alegre, Abel Braga falou sobre escolhas na escalação e, também, voltou a lamentar o resultado obtido no jogo de ida.

Sobre o onze inicial, com Andrés D'Alessandro, Rodrigo Lindoso e Leandro Fernandez, atletas experientes e que não são titulares com frequência, Abel confirmou que a idade foi o grande fator para a escalação.

"Não tem tática. Não tem estratégia. Coloquei uma equipe mais experiente por causa do grau de dificuldade do jogo. O que caracteriza o adversário é recuperação de bola com transição rápida. Nosso negócio era errar o mínimo de passes. Fizemos bem. Mas faltou profundidade. Depois, a garotada conseguiu até o último lance o gol. Foi pena. Depois de jogar 90 minutos no campo adversário, é muito complicado", afirmou Abel Braga.

Profundidade

Sem falar com tais palavras, o treinador também deu a entender que não achou a atuação do Colorado tão convincente no Independência. "Quando o time não ganha, vocês vão achar tudo ruim. O Inter jogou 90 minutos dentro do campo adversário. Sem muita profundidade. Sem muita chance de gol. Concordo plenamente. Mas nós perdemos a classificação no Beira-Rio, numa desatenção. Hoje tentaram fazer e não conseguiram", finalizou.

VAVEL Logo