São
Paulo e Vasco pecam nas jogadas previsíveis e amargam empate
Foto: Miguel Schincariol/São Paulo

Vivendo momentos diferentes no ano, São Paulo e Vasco se enfrentaram neste domingo (22), no Morumbi, em jogo válido pela 22ª rodada do Brasileirão Série A. Sem muitas surpresas, o confronto terminou empatado em 1 a 1, com gols marcados por Germán Cano e Luciano.

Distribuição tática

O técnico Fernando Diniz optou por escalar o São Paulo no 4-4-2: Volpi no gol, Juanfran na lateral-direita, Bruno Alves e Léo na defesa, Reinaldo na lateral-esquerda. No meio, o quarteto foi formado por Gabriel Sara, Luan, Dani Alves e Igor Gomes, enquanto Brenner e Luciano fizeram a dupla no ataque.

Com alguns desfalques, o treinador português Ricardo Sá Pinto usou o 3-4-2-1 para mandar o Vasco a campo: Lucão no gol, Miranda, Jadson e Ricardo Graça na defesa, enquanto Yago Pikachu, Marcos Júnior, Léo Gil e Henrique foram os meio-campistas. Vinícius e Gustavo Torres jogaram mais avançados para fazer ligação ao Cano no ataque.

Apesar da superioridade são-paulina, pouca surpresa e chances de gols

Durante o confronto, o São Paulo dominou com 71% de posse de bola no primeiro tempo, enquanto ficou com 68% na segunda etapa. Ao todo, 69%. O time da casa arriscou 17 finalizações, sendo cinco no alvo. O Vasco, por sua vez, somou 31% de posse e seis chutes (três no alvo).

Apesar do bom começo de jogo do Tricolor Paulista, que iniciou disputado e movimentado, o Cruzmaltino não se intimidou e foi o primeiro a abrir o placar. Aos 19, em contra-ataque puxado na direita, a bola parou nos pés do argentino Cano, que em chute cruzado, aproveitou a saída de Volpi e mandou para o fundo das redes.

Após momento de pressão, Luciano empatou aos 33 ao receber passe de Gabriel Sara e finalizar na entrada da área, sem possibilidade de defesa para o goleiro Lucão, que substituiu à altura Fernando Miguel, afastado por Covid-19.

Tanto na etapa inicial como na final, o São Paulo controlou o comando da bola, porém pouco assustou a defesa adversária, o que resultou em oito chutes para fora de 17 finalizações, além de lances previsíveis, falta de criatividade e mais presença no meio-campo que no ataque.

O Vasco, dentro de suas limitações, soube dar trabalho aos mandantes e usou muito o contra-ataque nos erros de passe do Tricolor para se lançar na frente, e nas vezes que foi acionado, Lucão fez quatro boas defesas e segurou o empate até o apito final.

Classificação e próximos compromissos

Com o resultado, o São Paulo desperdiçou a chance de alcançar a mesma pontuação de Atlético-MG e Flamengo e agora soma 37 pontos em 19 jogos na terceira colocação. O Vasco, por sua vez, saiu do Z-4, mas segue ameaçado na 16ª posição, com 24 pontos em 21 partidas.

O Tricolor Paulista volta a campo na quarta-feira (25) para visitar o Ceará, às 19h15, em confronto atrasado da 16ª rodada, enquanto o Cruzmaltino visita o Defensa y Justicia na quinta-feira (26), às 21h30, pelo jogo de ida das oitavas de final da Sul-Americana.

VAVEL Logo