Ceni justifica escolha por Renê e crítica arbitragem no empate do Flamengo: "Desastrosa"
Foto: Reprodução/Flamengo TV

Flamengo e Racing ficaram no empate por 1 a 1, na Argentina, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. Em entrevista coletiva após o jogo, Rogério Ceni falou sobre o desafio de treinar em meio à intensa sequência de jogos desde que chegou ao clube, há duas semanas.

Ao comentar sobre o jogo, o técnico também criticou a arbitragem comandada pelo venezuelano Alexis Herrera.

"É o conjunto, o sistema. Estou aqui há duas semanas e esse já é o quarto, quinto jogo em pouco tempo. Vamos tentar melhorar o time. A arbitragem foi desastrosa. Foram faltas inexplicáveis. Vivo a Libertadores desde 1992 e nunca vi com dois pesos e duas medidas", disse Ceni.

O treinador também disse que o campo molhado pela chuva e a postura do Racing impediram que o Flamengo controlasse as ações da partida.

"O Flamengo joga sempre com a postura de tentar pressionar, atacar. Nem sempre é possível o tempo todo, o campo com muita chuva, pesasdo. Jogamos no sábado, estávamos 72 horas depois com viagem  a sequência é grande. O adversário é um grande time da Argentina, é uma Libertadores, Flamengo, Racing, é natural que eles tenham bons momentos no jogo. O Flamengo não vai dominar todos os jogos."

Ceni também comentou sobre a escolha do substituto de Isla, que sentiu um desconforto muscular no aquecimento e foi cortado do jogo. Ao invés de usar Matheusinho, que é o reserva imediato, o treinador optou por escalar o canhoto Renê improvisado na posição.

"O Matheuzinho era um ponta com ofensividade. O Renê já jogou pela lateral-direita, o que me deu embasamento. Claro que foi uma decisão muito repentina. O Isla não teve uma lesão, mas foi uma contratura. Decidi pelo Renê pela experiência e boa recomposição defensiva", completou.

Flamengo e Racing se enfrentam novamente na próxima terça-feira (1º), às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. O Rubro-Negro se classifica às quartas de final em caso de vitória ou empate sem gols. Os argentinos avançam com um triunfo simples ou empate por dois ou mais gols.

VAVEL Logo