Apesar da derrota, técnico Pintado valoriza atuação do Juventude: "Luta até o final"
Foto: Estevão Germano/América-MG

Em confronto de primeiros colocados, América-MG e Juventude se enfrentaram nesta terça-feira (24), na Arena Independência, em jogo válido pela 23ª rodada do Brasileirão Série B. Os mineiros venceram o confronto por 2 a 1, com gols marcados por Juninho e Rodolfo, enquanto Renato Cajá descontou para os gaúchos. 

Em entrevista pós-jogo, o técnico Pintado avaliou que apesar da derrota, os jaconeros fizeram jogo equilibrado contra o time da casa e valorizou a dedicação de sua equipe. 

“Acho que o jogo foi igual, talvez um pouco melhor no primeiro tempo. Os gols foram méritos do América e a gente tem que respeitar também a equipe adversária que faz um bom campeonato. No segundo tempo sentimos falta do que a gente poderia sentir; ainda assim, conseguimos lutar de alguma maneira e o que fica marcado é que essa equipe não se entrega. Essa equipe do Juventude luta até o final”.

O comandante complementou: “Acho que as duas equipes jogam bem. A avaliação é de que as duas equipes jogam bem, jogam bonito. Acho que o primeiro tempo ficou muito marcado. Repito: o jogo foi muito igual, até tivemos melhores condições para fazer o placar e para buscar o melhor resultado. Fica marcado que nossa equipe tenta o resultado em qualquer lugar. Não somos uma equipe que só se defende; nós somos uma equipe que busca o ataque, busca encontrar os meios da vitória e hoje era um jogo que a gente sabia que ia ser muito difícil de enfrentar contra uma grande equipe”.

Sobre o desempenho no campeonato, Pintado mostrou suas impressões positivas, mesmo com dificuldades e limitações, e ressaltou que o Juventude lutará pela vaga de acesso até o fim. 

“O que fica claro pra nós é que nós chegamos até esse momento da competição com as dificuldades, com alguns problemas, com limitações e a gente sabia no início do campeonato, que se a gente chega aqui entre os quatro com algumas dificuldades e elas não são apenas nas reposições, acho que a gente tem que valorizar o que tá sendo feito, porque com a luta, a entrega dos atletas, sempre essa disposição de lutar até o final, de buscar o resultado e trabalhar em cima das dificuldades", começou. 

"Hoje ainda estamos no G-4 e acho que temos que seguir lutando, como já disse, e vai ser uma luta até o final. Temos algumas peças importantes chegando, que vão acrescentar para essa equipe e a gente vai lutar até o final, até o último minuto, até o último jogo desse campeonato”, concluiu. 

O Juventude se encontra na quarta colocação, a última do G-4, com 37 pontos, e irá receber o Náutico no sábado (28), às 21h, em busca de recuperação na próxima rodada da Série B.

VAVEL Logo