Robinho é condenado por estupro em segunda instância na Itália
Foto:: Ivan Storti/Santos FC

Na tarde desta quinta-feira (10), a justiça italiana condenou o jogador Robinho em segunda instância, a nove anos de prisão, por estupro coletivo de uma jovem em 2013, conforme publicado inicialmente pela "Gazeta Esportiva".

Em novembro de 2017, no primeiro julgamento, a decisão também foi de nove anos de prisão por violência sexual em grupo.

O jogador e o seu amigo, Ricardo Falco, foram acusados de abusar sexualmente uma jovem albanesa, em janeiro de 2013, na Boate Sigo Café, em Milão.

O Santos decidiu então, manter a suspensão do contrato com Robinho, mesmo com a condenação. O Alvinegro aguardará o julgamento na Corte de Cassação, a terceira e última instância italiana. O jogador, que foi contratado em outubro e tem vínculo até fevereiro de 2021, teve o contrato suspenso.

VAVEL Logo