Umberto Louzer valoriza empate com vice-líder América-MG
e fala em evolução da Chape
Foto: Reprodução/Chape TV

A Chapecoense empatou em 2 a 2 com o América-MG neste domingo (20), no Independência, pela 30ª rodada da Série B do Brasileirão. Em entrevista, o técnico Umberto Louzer valorizou o ponto conquistado e também a manutenção da liderança.

Sabíamos que o jogo entre os primeiros colocados seria bom. Conseguimos sair na frente, mas jogamos contra um grande time treinado pelo Lisca, time semifinalista da Copa do Brasil. Temos que valorizar esse ponto e pensar na próxima final” disse Louzer.

E completou afirmando que a equipe ainda precisa evoluir: “Sempre bom pontuar. Claro que fizemos a estratégia para vencer. Tomamos a iniciativa, mas sabíamos que o adversário queria nos atrair para explorar em velocidade no contra-ataque. Foram pequenos jogos dentro de um. Em uma partida entre os dois primeiros colocados era esperado isso. Nos mantemos na frente do América-MG. Temos que seguir buscando evoluir e corrigir o que erramos nesse jogo”.

O América-MG empatou aos 43’ do segundo tempo e marcou o gol da virada aos 49’. A arbitragem marcou impedimento, mas imagens mostraram que o atacante Ademir estava em posição legal. O treinador evitou comentar sobre o lance.

Nunca falei contra a arbitragem. Não vi a imagem (do gol anulado), mas também já fomos prejudicados em outras situações. Se houve o erro, não temos o que falar”.

Ainda sobre o resultado, Umberto Louzer admitiu que o empate teve um gosto amargo por ter sido no fim. No entanto, afirmou que houve pontos positivos e que agora é pensar no próximo jogo.

Empate na casa do adversário, que vem jogando bem. Temos que valorizar. Claro que o amargor é maior, mas temos que ter frieza para entender o que foi o jogo. Iremos analisar e passar aos atletas os pontos positivos e pensar no próximo jogo”.

Por fim, comentou sobre as alterações realizadas durante a partida. Uma delas foi a entrada de Busanello no lugar de Denner. Mais tarde, Louzer promoveu as entradas de Lucas Tocantins e Bruno Silva nas vagas de Aylon e Mike, respectivamente.

O Lisca tirou um volante e um meia, na volta do intervalo, e colocou um meia e um atacante. Ele nos empurrou e buscou a profundidade. Começamos a perder o meio e ali na esquerda com o Ademir em cima do Alan. Coloquei o Busanello, e trouxe o Alan para o meio. Depois, entrei com o Bruno Silva e o Tocantins abertos. Numa escapada, o Bruninho fez o gol, o que é muito bom. Ele vinha de lesão e tem potencial grande. As trocas deram certo, mas no final sofremos o empate” encerrou.

A Chapecoense é a líder da Série B, com 59 pontos. Na próxima rodada, a equipe recebe o Paraná, na Arena Condá, às 20h (horário de Brasília).

VAVEL Logo