Rui Mota define gol no início como crucial para
derrota do Vasco diante do Athletico
Foto: Reprodução/Vasco TV

O Vasco perdeu por 3 a 0 para o Athletico-PR neste domingo (27), na Arena da Baixada, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, segue na zona de rebaixamento da competição. A equipe foi comandada pelo auxiliar, pois o técnico Sá Pinto estava suspenso.

Em entrevista após o jogo, Rui Mota definiu o primeiro gol sofrido como crucial.

Foi o nosso início de jogo, acabamos cometendo um erro, e o Athletico aproveitou. E pronto. As coisas começaram a dar erradas. Conseguimos alguma reação, entramos no jogo, mas o segundo gol deixou a equipe fragilizada. Se tivéssemos a sorte de o gol do Cano ter entrado no início do segundo tempo, certamente a equipe teria mais confiança e as coisas mudariam. O Athletico soube aproveitar” disse.

Ele completou falando sobre a pressão que a equipe vem sofrendo: “É normal. Quando a equipe não ganha, somos os primeiros responsáveis. Hoje, obviamente, junto com os torcedores, estamos muito tristes, os jogadores também, estão. Trabalhamos todos os dias para melhorar. Hoje as coisas não foram bem. Vamos trabalhar. É isso que vamos fazer”.

Quando questionado sobre a dificuldade de criação da equipe, Rui Mota negou que os jogadores tenham criado pouco. Além disso, também citou os dois gols anulados durante a partida.

Não é verdade que não criamos, tivemos duas situações de gols que foram anuladas. No jogo passado também. Hoje não fomos felizes. Volto a dizer, Se fizéssemos o gol com Cano logo no início do segundo tempo, o jogo seria outro. Temos que seguir trabalhando para estarmos cada vez mais fortes nos próximos jogos”.

O auxiliar finalizou afirmando que o Vasco não tem um time titular. Segundo Rui Mota, quando as coisas não estão bem, as alterações são feitas. Por outro lado, lembrou que a equipe que entrou em campo diante do Furacão foi a mesma que venceu o Santos, na rodada passada.

Temos um grupo, hoje entrou um, amanhã pode entrar outro. A equipe que começou hoje foi a mesma que fez um grande jogo contra o Santos. No segundo tempo mudamos, as coisas não estavam bem e mudamos. Mas somos um todo, somos unidos, isso que tentamos sempre passar e transmitir. Hoje foram eles, amanhã podem ser outros no time” encerrou.

Com 28 pontos, o Vasco é o 17º colocado, o primeiro na zona de rebaixamento. O próximo compromisso do Cruz-maltino é só ano quem, no próximo dia 7, diante do Atlético-GO. O duelo, válido pela 28ª rodada do Brasileirão, será no Antônio Accioly, às 21h.

VAVEL Logo