#EntrevistaVAVEL: destaque do River-PI em 2020, Daniel Bagaceira fala sobre seus planos e futuro
Foto: divulgação/River-PI

O lateral-direito Daniel Bagaceira, 20 anos, foi um dos destaques do River-PI na temporada de 2020. O jovem jogador superou todas as dificuldades, fez teste no clube piauiense e foi aprovado. Passou pelas categorias de base e chamou a atenção indo para o time titular, onde disputou o Campeonato Piauiense e Brasileirão Série D.

Em entrevista exclusiva para a VAVEL Brasil, o jogador falou sobre o seu começo de carreira, que não foi nada fácil, avaliou sua temporada no Galo Carijó e falou sobre seu futuro e sondagens de outros clubes.

"Tudo começou, em 2017 quando eu fui fazer teste no Rio de Janeiro com o meu irmão. Muita dificuldade, a gente saiu daqui para tentar a sorte, tentar algo melhor lá para a minha família. Por não ter muito conhecimento sobre isso, e só gostar e amar futebol mesmo. Eu fui, fiz teste em alguns clubes, e infelizmente não deram certo. Eu voltei para o Maranhão com mais vontade ainda de vencer e quando chegou aqui, eu fui fazer o teste em 2019, no Ferroviário do Piauí. Até que um dia eu estava deitado, como sempre faço depois do almoço, e chegou um amigo e perguntou se eu queria fazer um teste, que se eu passasse a gente ia caminhar juntos e ele foi o meu suporte, meu apoio, me deu todo suporte. A minha família, os meus amigos sempre confiaram em mim, graças a Deus e eu passei nesse teste. Consegui ser destaque na partida contra o River pelo Piauiense  na semifinal. E lá o River gostou do meu trabalho. Conversei com o coordenador, que também me ajudou muito. E na verdade me ajudaram muito. E graças a Deus eu fui para a Copinha. Era um sonho desde pequeno em jogar aquela Copa São Paulo, eu assistia na televisão, ficava muito feliz e falava para os meus amigos que um dia eu estaria lá. Fui para Copa São Paulo e consegui me destacar, graças a Deus. E quando cheguei lá já compus o elenco do River, profissional, e realizei mais um sonho que era me tornar jogador profissional. E graças a Deus as coisas tem dado certo", disse.

Daniel também falou sobre a sua temporada na equipe.

"A minha temporada no River-PI foi boa, graças a Deus. E tive várias oportunidades, também aprendi muito com o elenco. Tive dois elencos. Um antes da pandemia e outro depois, mas eu aprendi muito. São excelentes profissionais e todo dia era um aprendizado e eu fui evoluindo. Cheguei com muita dificuldade no profissional e fui evoluindo. Comecei a ter um pouco mais de espaço e Deus tem me abençoado".

2020 foi um ano bem atípico. Em março o futebol foi paralisado após casos de Covid-19 no Brasil e no mundo. Em agosto houve o retorno gradual, mas sem a torcida nos estádios. Daniel falou sobre a falta do apoio do torcedor do River-PI nas arquibancadas.

"É muito importante a torcida. Ainda mais a do River. É a major do Piauí. A torcida tem um carinho muito grande pelo clube. E a gente está ali para retribuir isso. Mas sentimos muita falta aim. A torcida faz muita diferença nos jogos".

O lateral, que já recebeu propostas de outras equipes também falou sobre o seu futuro.

"Já tem algumas equipes que sondaram já e eu tô conversando com o meu empresário, a gente tá resolvendo. Quero deixar tudo nas mãos dele. O meu futuro eu tô focado, muito focado para 2021 para para essa nova batalha da minha vida. Eu tenho certeza que as coisas vão dar certo, e que a gente vai conseguir conquistar nossos objetivos".

Entre os clubes que sondaram Daniel foram o Juventude e o Avaí, ambos da Série B do Campeonato Brasileiro.

"Fiquei muito feliz. Falei com a minha família, eles também ficaram muito felizes. Agradeci muito a Deus, pelo meu trabalho ter sido visto e estarem reconhecendo o meu trabalho. Mas continuei focado no River".

O River, no entanto, assim como outras equipes teve que jogar em duas competições, o Campeonato Piauiense e Campeonato Brasileiro Série D. Com mudanças na equipe após a volta do futebol brasileiro, o Galo Carijó se viu próximo do rebaixamento no estadual, mas conseguiu escapar e terminou em quinto, com 16 pontos somados.

Já na Série D a equipe foi um dos destaques e conseguiu chegar na segunda fase da competição, quando acabou sendo eliminado pelo Gálvez. "

"Nós trabalhamos muito, graças a Deus. O primeiro grupo do River é muito bom, trabalhamos muito no dia-a-dia, nos esforçamos bastante, mas as coisas não vinham dando certo. Aí veio a parada (por conta da pandemia), veio outro grupo com a responsabilidade de tirar o time daquela situação (evitar o rebaixamento no Piauiense). A gente sabe o tamanho do River e que o lugar dele não era ali, o lugar do River é em cima, procurando coisas grandes. Felizmente a gente conseguiu tirar o time dessa situação, conseguimos deixar a equipe na primeira divisão. O Brasileirão foi muito bom, conseguimos o nosso máximo. A gente comprou a ideia do nosso professor Flávio, que me deu muitas oportunidades nesse Brasileirão, mas infelizmente não conseguimos passar de fase. Mas tiramos uma lição, um aprendizado".

Campeonato Piauiense 2021

Com oito equipes, River, Flamengo-PI, Altos, Tirandentes-PI4 de julho, Picos, Fluminense-Pi e Parnahyba, a formula de disputa do Campeonato Piauiense 2021Série A, será igual ao de 2020 e tem iniciará no dia 20 de fevereiro. 

O estadual segue no formato turno e returno, com os dois times mais bem colocados seguindo às finais, cabendo aos dois últimos o rebaixamento para série B.

A principal mudança em relação ao ano passado se dá no número de inscrições de jogadores, que era de 40 e subiu para 50 inscritos. As despesas com arbitragem serão custeadas pela FFP. Dada a pandemia do novo coronavírus, os jogos seguem sendo com portões fechados.

VAVEL Logo