Léo Ceará admite "situação delicada" após novo tropeço do Vitória na Série B
Foto: Divulgação / EC Vitória

Na estreia do técnico Rodrigo Chagas, o Vitória apenas empatou com o Operário-PR por 1 a 1 em Salvador, neste domingo (3), e com isso está a apenas três pontos da zona de rebaixamento da Série B

"A gente não fez uma boa partida mais uma vez. Temos que ter a consciência que é preciso dar um pouco mais. A situação é delicada, mas não tem tempo de lamentar, a gente sabe que precisa vencer, então vamos trabalhar", lamentou o atacante Léo Ceará ao final da partida no Barradão.

O jogo começou em um ritmo alucinante, tanto que o placar foi definido em menos de dez minutos. Logo no primeiro ataque, o Fernando Neto foi derrubado na entrada da área, Vico cobrou falta com categoria, a bola passou pela barreira e entrou no gol. O Vitória teve pouco tempo para comemorar, visto que quatro minutos depois o Operário-PR empatou também na bola parada com Ricardo Bueno, de cabeça.

"Fizemos um primeiro tempo razoável, conseguimos um gol logo no início. Tomamos um gol de bola parada, algo que trabalhamos muito, e infelizmente cedemos o empate. Fizemos a correção no intervalo, conseguimos ter o controle do jogo, onde o adversário veio bem fechado, buscando transição, jogando no nosso erro. Fomos melhores, tivemos um volume muito maior, mas não fomos eficazes em fazer o segundo gol", completou o ex-lateral e agora técnico Rodrigo Chagas, estreante no Vitória.

Classificação e próximos jogos

Neste momento o Vitória está em 15º lugar e soma 37 pontos, apenas dois a mais do que o Náutico, que abre a zona de rebaixamento. O novo comandante terá pouco tempo para ajustar o time até sábado (9), quando o rubro-negro encara o líder América-MG

"O resultado não foi o que nós queríamos. Vamos fazer dois jogos difíceis fora de casa, diante de uma equipe que está no topo da tabela, e outra que está no meio. Para podermos melhorar nossa cara dentro da competição precisamos ganhar, é a única solução que nos resta. São os resultados positivos que nos darão mais tranquilidade", finalizou Rodrigo Chagas, referindo-se também ao confronto diante do Avaí no dia 13.

VAVEL Logo