Santos recebe Boca Juniors na luta por final brasileira da Libertadores
Foto: Ivan Storti / Santos FC

O Palmeiras eliminou o River Plate e conhece na noite desta quarta-feira o adversário da decisão do dia 30 de janeiro. Após empate sem gols na Argentina, Boca Juniors e Santos se enfrentam às 21h30 (de Brasília) na Vila Belmiro.

Só a vitória interessa ao Santos. Caso haja outro empate sem gols haverá cobrança de pênaltis. Qualquer outra igualdade no placar a partir de 1 a 1 classifica o Boca Juniors.

Experiente, o colombiano Wilmar Roldan é o árbitro escalado para este confronto na Vila Belmiro. Ele já apitou finais de Libertadores como a que o Atlético-MG de Cuca foi campeão em 2013.

Santos confiante

Embalado após vencer o São Paulo no final de semana pelo Brasileirão, o time de Cuca vive a expectativa de outro clássico pela frente, visto que quem avançar nesta noite disputa o título com o Palmeiras. Tricampeão, o alvinegro chegou à final pela última vez em 2011, quando a equipe comandada por Neymar ganhou do Peñarol.

Os desfalques para este jogo são goleiro John e o zagueiro Wagner Leonardo, diagnosticados com a Covid-19.

"Não é um jogo comum, mas sim uma decisão contra um time maduro e super experiente, que sabe decidir. Emocionalmente precisamos estar preparados para essa partida e a gente está trabalhando bem em cima disso. Nós temos a nossa maneira de jogar, não vamos fugir dela. Estamos em um estágio até melhor porque a gente tem amadurecido dentro da competição, o que é muito importante também para seguir adiante", declarou o técnico Cuca.

Provável escalação do Santos: João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Soteldo; Marinho, Kaio Jorge e Lucas Braga.

A estratégia do Boca Juniors 

Recuperado de dores musculares, o meio-campista colombiano Campuzano deve ser a única alteração no time argentino em relação ao jogo de Buenos Aires. A aposta é no experiente Carlitos Tevez, autor de cinco gols na temporada.

No último final de semana, a equipe avançou para a final da Copa Diego Armando Maradona ao empatar com o Argentinos Juniors em 2 a 2, mas assim como o Santos preservou titulares.

O time xeneize já conquistou a Libertadores seis vezes, sendo a última vez em 2007, quando tinha no comando o mesmo Miguel Ángel Russo. Além disso, levantou a taça em 1977, 1978, 2000, 2001 e 2003.

"Temos mais 90 minutos e só dependemos de nós. A gente tem jogado bem, estamos tranquilos. Será um jogo aberto e eles terão que nos atacar, então vão ceder espaços que poderemos aproveitar para incomodá-los", completou o treinador argentino.

Provável escalação do Boca Juniors: Andrada; Jara, Lisandro López, Izquierdoz e Fabra; Salvio, Capaldo, Campuzano e Villa; Soldano e Tevez.

VAVEL Logo