Felipão relata dificuldades no Cruzeiro e cita com conversas com direção para continuidade de trabalho
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Segundo pior mandante da Série B, o Cruzeiro não teve jogo fácil contra o Oeste na Arena Independência, pela 34ª rodada. Felipão fez mudanças e deixou o time ofensivo, mas a Raposa não conseguiu passar pela marcação do Rubrão, que segurou o resultado de 1 a 0.

Devido uma dívida com o PSTC, clube do interior do Paraná, pelo zagueiro Bruno Viana, o clube não pode registrar atletas no BID. O treinador comentou que o problema é maior do que ele imaginava, mas as dificuldades na montagem do time também foram contribuídas pela direção.

“Estamos mostrando que temos dificuldade e que o problema do Cruzeiro é, sim, mais sério do que o que a gente imagina. Ou do que eu imaginava quando aqui cheguei, mas também a direção, quando montou a equipe".

Tendo 49% de aproveitamento dentro da competição, Felipão salienta que a Raposa teve chances de melhorar. Sobre o futuro, deixou claro que irá conversar com a diretoria para saber quais rumos seguir.

"Então, temos que conversar com a direção, mostrarmos o que é que nós temos pela frente, como pretendemos fazer. Entregar à direção essa possibilidade de contratações, que são um pouco mais difíceis. Ou saídas, que também são difíceis. Rescisões são de valores. É uma série de detalhes que serão trabalhados no decorrer desses próximos 10, 15 dias que termina o campeonato”.

O momento não é dos melhores. Com salários atrasados, os jogadores protestaram e não se concentraram para a partida. Para o comandante, não houve nenhum problema, já que é a forma de conversar com a diretoria.

"Entendi perfeitamente que é uma forma de tentar conversar com a direção. Foi tudo bem. Cada um foi para sua casa, dormiu tranquilamente, como dormem todos os dias nas semanas que antecedem os jogos ou naqueles dias que não vamos ter jogos. Eles vão para casa normalmente. Se comprometeram a ir para casa, terem os cuidados necessários, e acho que aconteceu tudo isso normalmente. Tranquilamente. Não tem problema nenhum neste sentido". 

Após o término do jogo, Rafael Sóbis comentou que "as pessoas não sabem ainda de 10% do que está acontecendo". Em forma de respeito, Felipão preferiu não abordar o assunto.

"O meu assunto eu resolvo. Se eu tenho que resolver, resolvo e acabou. Assunto dos jogadores eu tento resolver como líder e comandante desses jogadores. Participar como eu acredito que eles devem proceder e é isso que eu tenho feito. Quanto a outros problemas, não posso e não devo, por respeito à minha direção e grupo de jogadores entrar em detalhes que vocês podem ter uma noção, a direção outra, o grupo outra. Então eu não vou entrar nesses detalhes, porque não é normal vocês entrarem em uma seara que não é de vocês que não estão no clube".

Atualmente, o Cruzeiro figura o 13º lugar, somando 44 pontos. Na próxima rodada, o time celeste irá encara o Juventude, no Alfredo Jaconi, às 19h deste sábado (16).

VAVEL Logo