Fábio Moreno lamenta expulsão Luan Dias e diz que Ponte precisa pensar no futuro
Foto: Marcio Cunha / Chapecoense

Na tarde dessa quinta-feira (21), a Ponte Preta foi derrotada pela Chapecoense pelo placar de 1 a 0, na Arena Condá, em partida válida pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O gol da Chape foi marcado por Pedro Perotti de pênalti no último minuto de jogo.

Com essa derrota, a Macaca vê a classificação para a Série A como um sonho praticamente impossível. A Ponte está a cinco pontos do G-4 com apenas seis a serem disputados.

O técnico Fábio Moreno falou sobre a expulsão de Lucas Dias, de como esse cartão afetou a equipe e do futuro da Macaca.

“No primeiro lance de amarelo do Luan acho que árbitro foi um pouco rigoroso demais, poderia ter segurado o cartão, e esse cartão foi determinante para o lance da expulsão. Jogar com 10, contra o líder do campeonato, no campo dele, onde sempre é muito efetivo, isso dificulta com certeza o planejamento da gente, tem que se ajustar ao longo do jogo. Acho que a gente não deixou de lutar, de buscar o gol, mesmo com dez, tivemos a bola do jogo talvez antes do pênalti, e isso foi determinante no resultado. Vai continuar buscando trabalhar o dia a dia, procurar somar o maior número de pontos até o fim do campeonato, e paralelo a isso pensando no futuro, uma coisa não exclui a outra. Pode continuar focado no campeonato e ainda assim pensar no planejamento do Paulista.”

O treinador ainda falou um pouco mais sobre essa expulsão que, para ele, foi exagerada.

“Acho que o Luan Dias de maneira nenhuma foi irresponsável. O campo molhado, o jogo duro, contra adversário forte, a gente cobra bastante empenho deles. Acho que foi para disputar o lance, não foi maldade nenhuma. Primeiro cartão poderia não ter sido dado. Não pode jogar a carga toda nas costas de um jogador apenas, porque o responsável sou eu. O primeiro cartão foi desnecessário. No segundo, sim, ele merecia o cartão amarelo mesmo, pé levantou um pouco mais do que deveria. Vale destacar o comportamento da equipe, que continuou batalhando até o último minuto. Mesmo com dez, tivemos as chances, poderíamos ter feito o gol da vitória. Os jogadores foram até o último suor, e isso é o que vale. Todos estão chateados, dificulta muito nossos planos, mas, independentemente disso, sei que a torcida da Ponte sabe que a gente está fazendo o máximo.”

O próximo compromisso da equipe alvinegra é no domingo (24) contra o CRB, às 18h15, em casa. Dependendo da combinação de resultados, a Ponte pode entrar em campo já sem chances de subir.

VAVEL Logo