Mozart assume culpa após frustrante empate do CSA, mas mantém esperança de acesso
Foto: Augusto Oliveira/CSA

Nesta sexta-feira (22), o CSA empatou com o Brasil de Pelotas por 1 a 1, no Rei Pelé, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Após a partida, o técnico Mozart assumiu responsabilidade na queda da equipe e projetou para a última rodada, uma partida decisiva para garantir a última vaga do acesso à Série A.

“O resultado do Juventude nos obrigava a vencer e isso deixou o jogo tenso. Mas nós estamos fazendo vários jogos tensos ao longo do campeonato e estamos acostumados... Falta um jogo ainda, muita coisa pode acontecer, nós temos obrigação de acreditar e a responsabilidade desse resultado é toda minha”.

Dia de decisão

O empate com o Brasil virou passado e, agora, Mozart concentra toda a atenção da equipe para a última partida contra o Náutico, no Estádio dos Aflitos, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A partida acontece na sexta-feira (29), às 21h30.

“Os jogadores estão fazendo o que eles têm que fazer, estão dando o máximo, se entregam o tempo todo e, quando o resultado não acontece, eu tenho a obrigação de assumir a responsabilidade e obrigação de preparar para a próxima partida. Temos o Náutico pela frente, um adversário difícil, na casa deles. Nós temos que acreditar que o Juventude não vai ganhar o jogo dele, e nós temos que fazer a nossa parte que é ganhar o nosso. Basicamente é isso”.

No entanto, o Azulão terá ainda o Moto Club pelo jogo da volta na fase preliminar da Copa do Nordeste, nesta terça-feira, antes mesmo de encarar o Alvirrubro. O técnico Mozart já decidiu que a equipe será alternativa para poder descansar os jogadores.

“Eu tenho que descansar os jogadores pensando no Náutico. Obrigatoriamente, tenho que ir com um time alternativo para terça-feira sabendo da importância do jogo, da competição, mas o nosso foco é a Série B. É óbvio que, na terça, vamos entrar pra ganhar o jogo”.

VAVEL Logo