Presidente
do Bahia critica desempenho na derrota ante Sport: “Sentimento de
pura decepção”
Foto: Divulgação/Sport

O Bahia sofreu nova derrota neste domingo (24), dessa vez por 2 a 0 para o Sport, na Ilha do Retiro, em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols dos pernambucanos saíram no segundo tempo com Thiago Neves e Iago Maidana.

Após o triunfo no confronto direto, o Leão saiu da zona de rebaixamento e empurrou o Esquadrão para a incômoda situação. A postura do time baiano durante os 90 minutos, principalmente na segunda etapa, irritou Guilherme Bellintani, presidente do Bahia.

“O que aconteceu hoje aqui em Recife foi uma vergonha. Um sentimento nosso, um sentimento que é de pura decepção. A gente sabe das dificuldades que a gente teve a partir dos erros que a gente cometeu na montagem do elenco, mas tá muito longe de achar que a gente viu no segundo tempo hoje uma deficiência técnica do time”, iniciou.

“O que a gente viu foi um adversário que lutou muito mais, tendo jogado quinta-feira de noite em São Paulo, viajado na sexta-feira, e mostrado realmente no segundo tempo como é que um time deve fazer se quer sair da zona de rebaixamento. Nosso adversário mostrou isso; a gente não foi capaz de mostrar”, complementou.

O mandatário destacou que o problema da equipe em campo não foi técnico, mas sim que faltou vontade para brigar pela vitória.

“Mais uma vez o nosso time se olha e vê um time absolutamente apático, que é o que o torcedor também analisa. Eu não estou falando aqui de deficiência técnica e de erros na montagem do elenco; isso aí eu já falei demais. O que eu estou falando basicamente é como torcedor, e eu como torcedor olho e vejo, como o torcedor interpreta um time que precisa sair de uma situação difícil como está e faz um segundo tempo sem brio, sem vontade, sem alma, parecendo que tá jogando uma partida como outra qualquer e era uma das partidas mais importantes do ano”.

Por fim, Bellintani ressaltou o que irá fazer mudanças para tentar reverter a situação, além de conversar com os atletas para melhorar o desempenho para os sete jogos que faltam.

“O que a gente tem que fazer naturalmente é entender como mexer com cada um para os sete jogos que faltam. Entender o que tá na alma de cada um, o que tá no espírito de cada um, porque quando um time sofre o que tá sofrendo, o impacto não é só no futuro do Bahia. Cada atleta que tá dentro de campo tem impacto também na sua carreira. Cada atleta que colabore e faz parte de um projeto mal sucedido no Campeonato Brasileiro, leva isso pra vida inteira e é isso que tenho que mostrar para cada um deles".

O Bahia se encontra na 17ª colocação, com 32 pontos, e tentará reação diante do Corinthians na quinta-feira (28), na Arena Fonte Nova, às 19h.

VAVEL Logo