Rogério Ceni explica mudanças no segundo tempo após derrota para Athletico
Foto: Reprodução / Fla TV

Após a derrota para o Athletico-PR neste domingo (24), o Flamengo viu suas chances de título diminuírem no Campeonato Brasilerio. E a derrota por 2 a 1 não caiu bem entre os torcedores rubro-negros, que questionaram e muito as escolhas de Rogério Ceni durante o segundo tempo.

O treinador, que já disse que Gabigol e Pedro não podem jogar juntos, colocou Pedro e Rodrigo Muniz, outro centroavante, para atuarem lado a lado nos minutos finais do jogo na Arena da Baixada, além de ter sacado Gabigol e Arrascaeta precisando do resultado positivo.

“Tanto o Pedro quanto o Gabriel não fazem a recomposição. Quando eu coloco os dois juntos, eu perco poder de marcação. O jogo é em duas partes. Atacando a na recomposição. Já o Rodrigo Muniz chega na área, tem um bom jogo aéreo, mas ele também faz os lados do campo. Essa é a dificuldade, pois Gabriel e Pedro não fazem os lados.”

Sobre as falhas defensivas que originaram os gols do Athletico, Rogério Ceni explicou:

“O primeiro gol que tomamos foi numa falha de posicionamento. Após o cruzamento do Nikão, nós deixamos as costas livres para o jogador do Athletico poder fazer a finalização. Já no segundo gol, nós tínhamos a posse de bola e arriscamos um passe quando poderíamos ter girado pelos lados. Aí eles recuperaram a bola e fizeram o contra-ataque.”

Perguntado se o Flamengo ainda disputa o título da competição, Ceni não jogou a toalha.

“Ainda dá, uma vitória hoje nos deixaria colados ao Inter. Continuamos sete pontos atrás, mas com um jogo a menos e um confronto direto. Confronto está aberto. Vamos continuar trabalhando para ter chances de igualar a pontuação até a última rodada para buscar esse título.”

Rogério Ceni ainda teve que explicar o porquê sempre substituir Arrascaeta e Gabigol, os craques do time, mesmo precisando da vitória.

“O desgaste nessa reta final de campeonato é muito grande. O Arrascaeta já havia pedido substituição no último jogo por cansaço. Hoje, jogou até os 80 minutos. Temos outros jogadores que podem fazer essa função, como o Diego, Gerson, Pepê, Pedro. Em períodos desgastantes como esse, temos que aproveitar todo o elenco para evitar contusões e estourar algum atleta”, finalizou.

O Flamengo volta a campo na próxima quinta-feira (28), para jogar a partida atrasada contra o Grêmio, em Porto Alegre. Depois, visita o Sport, em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo