Fique de olho: Marinho, carisma e talento do Santos
Foto: Divulgação / Santos

A maneira com que o camisa 11 conquistou o coração dos santistas, e até mesmo dos torcedores rivais, é surreal. Na atual temporada, o jogador é o protagonista do Santos na trajetória da Copa Libertadores, torneio que a equipe está na final. Em 39 partidas disputadas, balançou as redes 23 vezes e concedeu diversas assistências e jogadas para gols.

Mário Sérgio Santos Costa, conhecido como Marinho, foi contratado pelo Alvinegro Praiano em maio de 2019. O clube da Baixada Santista pagou R$4 milhões ao Grêmio, para ter o jogador até dezembro de 2022. Com a camisa do Peixe, o atacante atuou em 67 jogos e marcou 31 gols.

O atleta foi formado pela base do Fluminense, do Rio de Janeiro. Em partida contra o Atlético Mineiro, válida pelo Campeonato Brasileiro de 2008, fez sua estreia pelo profissional do Tricolor das Laranjeiras. Nesta temporada, com apenas 17 anos, atuou em nove partidas.

No ano seguinte, quando se tornou “maior de idade”, despertou interesse do Internacional e do Porto, de Portugal. O Colorado superou os portugueses na negociação, contratando o atacante por cinco anos. Foi no clube gaúcho que Marinho conquistou seu primeiro título, o Campeonato Gaúcho de 2009.

No decorrer dos próximos anos, o jogador rodou por diversos clubes: Caxias, Paraná, Goiás, Ituano, Náutico, Ceará, Cruzeiro, Vitória, Changchun Yatai e Grêmio. Ele foi um dos destaques do Brasileirão de 2016, quando defendeu o Vitória e liderou diversas estatísticas da competição nacional.

Quando jogava pelo Ceará, concedeu uma entrevista em que uma frase dita por ele ficou marcada até os dias de hoje. "Tô fora? Que m..., hein. Não sabia não". Uma frase despretensiosa, dita em uma entrevista na beirada do campo depois de uma partida, mas que foi responsável por mudar a vida e carreira de seu autor, o atacante Marinho, então jogador do clube cearense.

Aconteceu um episódio com o treinador Mano Menezes que deixou o jogador muito irritado. Em entrevista ao canal Desimpedidos, o atacante comentou sobre o ocorrido na época que foi contratado pelo Cruzeiro:

"A primeira coisa que ele fez quando chegou no Cruzeiro foi falar: 'Ah, você é aquele lá do sabia não, né?'. Imagina, qual o respeito que o cara trata o seu atleta? É desse jeito? Então, já caiu no meu conceito daí", disse Marinho.

Atualmente, com 30 anos de idade, é possível dizer que o atleta do Santos vive o auge de sua carreira. Além de ótimas atuações na Copa Libertadores, também lidera diversas estatísticas no Campeonato Brasileiro, como, por exemplo, é o artilheiro do torneio com 16 gols.

O Peixe, comandado por Cuca, enfrentará o Palmeiras na final do torneio continental. A torcida do Alvinegro Praiano espera que Marinho decida e conquiste o tetra para o clube.

O atacante consegue realizar muito bem o “divisor” entre o extracampo e dentro das quatro linhas. Mesmo com o ambiente interno do clube paulista, especialmente na direção, os jogadores e o treinador conseguiram se blindar. Além disso, o camisa 11 se mostra uma pessoa muito extrovertida e que anima o clima do elenco da Baixada Santista.  

VAVEL Logo