Rodrigo Chagas comemora alívio do Vitória na Série B: "Sentimento de alegria"
Rodrigo Chagas em Vitória 1 a 0 Botafogo-SP (EC Vitória / Divulgação)

O Vitória escapou de qualquer chance de rebaixamento para a Série C na última terça-feira (26). No Barradão, o Rubro-negro venceu o Botafogo por 1 a 0, em jogo válido pela 38ª rodada da Série B 2020, e manteve-se na segunda divisão nacional.

Após a peleja, Rodrigo Chagas, treinador do Leão da Barra, falou sobre o alívio que sentia.

Na visão de Rodrigo Chagas, mais do que alívio, o time mereceu a permanência na Série B na reta final da temporada.

"Sentimento de alegria. Uma missão muito difícil, mas que a gente sabia da capacidade nossa de estar frente disso, e também acreditando no poder do grupo, sabendo que eles poderiam dar o máximo nesse período. E acreditando muito. Eu teria uma decepção muito grande comigo se eu não tivesse cumprido esse objetivo de manter o Vitória na Série B. Deus nos abençoou para que pudesse ter um bom trabalho. Não posso deixar de enaltecer a resposta dos atletas. É um momento de muita felicidade, de muita alegria. Eu me sentia nessa necessidade de trazer a felicidade de novo para esse clube. A missão foi dada, a missão foi cumprida", comentou o treinador.

E mais para frente?

Antes de se tornar treinador da equipe profissional, Rodrigo Chagas comandava as categorias de base do Vitória. Acompanhando de perto toda a campanha do time, ele fez questão de fazer uma série de agradecimentos.

"Sim. Foi um momento crucial na minha carreira, em um clube que, todos vocês sabem, eu tenho um carinho muito grande. Eu ficaria muito decepcionado se não conseguisse esse objetivo. Tinha a obrigação de dar a resposta a torcida. Concluímos a missão com êxito. Espero dar continuidade ao trabalho. E também não posso deixar de enaltecer os treinadores que passaram por aqui: Geninho, Pivetti, Barroca e Mazola. Fizeram um trabalho bom, mas não conseguiram o resultado. Mas se via que a equipe tinha um padrão, um bom elenco, faltava só encaixar. Temos que agradecer aos atletas, pela identificação e apoio. Juntos, conseguimos sair desse momento crítico e manter o Vitória na primeira divisão", comentou.

Ele também destacou que, para o futuro, pretende se colocar no mercado.

"Meu objetivo sempre foi ser treinador profissional. Passei pela base com o objetivo de crescer, de apreender, e sempre esperando a oportunidade. Nunca vou dizer que dessa água não beberei, de ser auxiliar, que seria uma alegria muito grande. Mas o meu objetivo, hoje, é ser treinador aqui no clube. Se não for aqui, que seja em outro lugar. O objetivo, que era permanecer, conseguimos. Fui efetivado, mas não fui chamado para conversar a respeito do futuro do clube. Acredito que, a partir de amanhã, essa questão vai ser desenvolvida da melhor maneira", finalizou Rodrigo Chagas.

O Vitória ocupa no momento o 15º lugar da Série B, com 45 pontos, e encerra a campanha contra o Brasil de Pelotas na sexta-feira (29), às 21h30.

VAVEL Logo