Flamengo decide no primeiro tempo, vence ameçado Sport e encosta no líder
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Atual campeão brasileiro, o Flamengo mantém vivo o sonho do bicampeonato. Na última segunda-feira (1º), o rubro-negro carioca ganhou do Sport por 3 a 0 no Recife e assumiu o segundo lugar.

Com este resultado, o Flamengo está a quatro pontos do líder Internacional, mas possui um confronto direto com o clube gaúcho na penúltima rodada, o que alimenta a esperança do torcedor rubro-negro.

Como nem tudo são flores, a noite em Recife reservou duas notícias ruins para o Flamengo. O técnico Rogério Ceni promoveu a volta do goleiro Diego Alves ao time titular. Ele não jogava desde 20 de dezembro devido a uma lesão na coxa, voltou a treinar nesta semana e ficou até o final do segundo tempo, quando sentiu novamente as dores musculares e foi substituído por Hugo Souza. O camisa 1 deixou o campo de maca, visivelmente incomodado, e será reavaliado na reapresentação do elenco. Outro que deixou o campo sentindo é Gerson, com entorse no tornozelo direito. 

Ataque contra defesa

Avassalador, o Flamengo abriu o placar no primeiro ataque do jogo, aos três minutos, em um lance de oportunismo do artilheiro Gabigol que teve a participação das estrelas do time. A defesa do Sport cedeu espaços, Gerson lançou Arrascaeta na ponta esquerda e o uruguaio rolou para o camisa 9 finalizar sozinho dentro da área. Este foi o 10º gol dele no Brasileirão.

Três minutos depois, Gustavo Henrique arriscou um chute do campo de defesa quando viu Luan Polli adiantado, mas a bola saiu à direita do gol. Esta foi apenas uma das chances perdidas pelo Flamengo, que ainda teve uma falta cobrada por Diego Ribas que o goleiro defendeu e outras tentativas com Gabigol, sendo uma cabeçada que passou por cima do travessão e dois chutes - um subiu demais e o outro cruzado o goleiro do Sport fechou o ângulo e a bola cruzou a área, saindo rente à trave esquerda.

Aos  30 minutos eram nove finalizações do Flamengo e apenas uma do Sport. O rubro-negro pernambucano adiantou a marcação, cedendo espaços ao rival, e só chegou na área em dois cruzamentos de Patric que a defesa do Flamengo afastou.

O volume do Flamengo transformou-se em eficiência aos 18 minutos, quando o lateral Patric que estava na altura do círculo central tocou para trás e a bola caiu no pé de Gabigol. O camisa 9 armou o contragolpe partindo em velocidade pela ponta esquerda e rolou para Bruno Henrique na área. A defesa do Sport cortou parcialmente, o rebote ficou com Arrascaeta, que tabelou com Gerson e finalizou com chute que carimbou na defesa, porém a sobra ficou com Bruno Henrique. Então o camisa 27 soltou a bomba de pé direito e ampliou para o Flamengo.

Ainda no primeiro tempo, o Flamengo reclamou de pênalti um suposto toque de mão dentro da área de Junior Tavares dominou dentro da área, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.

Sem conseguir criar e com erros na saída de bola, o Sport só deu trabalho a Diego Alves em falta cobrada por Thiago Neves que o goleiro encaixou com segurança.

Com o jogo controlado, o Flamengo diminuiu o ritmo no segundo tempo, mas mesmo assim continuou melhor na partida e em momento algum o Sport esboçou reação. Thiago Neves teve uma chance de cabeça logo no primeiro minuto, mas errou o alvo. A melhor oportunidade, no entanto, foi com Marquinhos, que avançou pela ponta esquerda, driblou Isla e chutou cruzado. A bola passou por Hugo Souza e ia na direção do gol, mas Filipe Luís cortou, salvando o Flamengo.

A situação do time da casa quase piorou quando o árbitro expulsou Ronaldo Henrique, mas voltou atrás após revisar o lance na cabine do VAR e advertiu o volante com o cartão amarelo. 

O técnico Rogério Ceni então colocou em campo Pepê, João Gomes e Vitinho. Gabigol perdeu outras chances e na reta final da partida cedeu o lugar para Pedro, que praticamente no último lance do jogo selou a vitória do Flamengo com um chute cruzado no canto direito de Luan Polli. O centroavante concluiu mais uma jogada trabalhada de pé em pé que envolveu Everton Ribeiro e Arrascaeta para marcar o 12º gol dele no Brasileirão - o artilheiro do time no campeonato.

Classificação e próximos jogos

Na sequência, o Flamengo terá pela frente o Vasco, outro time que luta contra o rebaixamento. O cruzmaltino está em 14º lugar, com 37 pontos, dois a mais do que o Fortaleza, que abre o Z-4. O clássico está marcado para quinta-feira (4) no Maracanã.

Com os mesmos 35 pontos do Fortaleza, o Sport aparece em 16º lugar porque tem duas vitórias a mais do que o Leão do Pici. Na sexta (5), a equipe vai ao Rio de Janeiro encarar o lanterna Botafogo no Estádio Nilton Santos.

VAVEL Logo