Dado lamenta reação tardia contra o Fluminense e fala em ‘virar a chave’ para Bahia se afastar do Z-4
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

A derrota para o Fluminense por 1 a 0 em Salvador complicou a vida do Bahia no Brasileirão. Com este resultado, o time estacionou nos 36 pontos e pode voltar à zona de rebaixamento ainda nesta rodada.

A equipe comandada por Dado Cavalcanti está em 15º lugar, mas pode ser ultrapassada por Sport e Fortaleza, que enfrentam Botafogo e Coritiba, respectivamente.

"Esse grupo que vai tirar o clube da situação em que ele está, sem ficar lamentando ou fazer qualquer tipo de associação ao que aconteceu anteriormente. A gente tem passado dificuldade, mas estamos bem vivos nessa reta final de campeonato. Talvez a gente tenha novas opções para sábado e vamos trabalhar para que a nossa equipe seja mais agressiva e a gente consiga mudar a chave do momento que a gente viva e dar um passo mais largo para conquistar o objetivo final", declarou o técnico Dado Cavalcanti referindo-se ao confronto diante do Goiás, que está na zona de rebaixamento mas venceu o Atlético-MG nesta rodada.

Um erro na saída de bola no primeiro tempo foi determinante para o Fluminense construir o gol que deu a vitória fora de casa. "Uma das ideias de jogo que eu sempre defendi é fazer a proposição, conseguir articular as jogadas desde trás até a frente. Tivemos essa precipitação, mas poderíamos ter evitado o gol", acrescentou o comandante do Bahia.

Ainda de acordo com Dado Cavalcanti, "a saída de pressão é um ponto forte do Bahia, mas principalmente no começo não tivemos êxito, o que fez com que o adversário subisse as linhas e nos pressionasse. Demoramos a reagir, só entendemos que era um jogo de passes curtos quando já estava 1 a 0. Tivemos que correr atrás do resultado e como o adversário saiu na frente acabou se fechando mais e sobrou menos espaços. Nosso time não teve tanta profundidade e isso comprometeu na forma de chegar ao ataque. Nos precipitamos um pouco nos passes, que foram longos demais, e jogamos muito entre as linhas. Quando a gente conseguia fazer a movimentação certa, a bola não chegava. Faltou a combinação de atacar a última linha do adversário com o passe em profundidade".

Classificação e próximos jogos

Neste momento o Tricolor de Aço aparece em 15º lugar e soma 36 pontos, um a mais do que o Fortaleza, que abre a zona de rebaixamento.

O Bahia abre a 35ª rodada no sábado (6), quando recebe o Goiás na Arena Fonte Nova, enquanto o Fluminense jogará apenas na quarta-feira (10), diante do Atlético-MG no Maracanã.

Standings provided by SofaScore LiveScore
VAVEL Logo