Ameaçado, Goiás recebe rebaixado Botafogo na luta para ficar na elite do Brasileirão
Foto: Vitor Silva/Botafogo

Faltam apenas três rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, mas o futuro do Goiás na competição pode ser definido neste final de semana dependendo do que acontecer no confronto deste sábado (13) em Goiânia diante do lanterna Botafogo

Apenas a vitória interessa ao Goiás, que se perder pode ser rebaixado caso Vasco ou Bahia ganhem de Internacional ou Atlético-MG no domingo (14). Para piorar, durante a semana o Esmeraldino preservou titulares e foi eliminado pela Aparecidense no Campeonato Goiano.

No primeiro turno, em outubro, o placar terminou sem gols. Na ocasião o Goiás tinha Enderson Moreira como técnico e o Botafogo era comandado por Bruno Lazaroni. Ambos foram demitidos ao longo do campeonato.

Tadeu está de volta

A principal dúvida na equipe goiana é na zaga: David Duarte contraiu uma virose e se não tiver condições físicas deve ser substituído por Iago Mendonça, cria da base, de 21 anos. Em contrapartida, o goleiro Tadeu, um dos destaques do time, e o zagueiro Heron que cumpriram suspensão contra Bahia estão à disposição dos técnicos Glauber Ramos e Augusto César.

"Temos três jogos decisivos na Série A, mas os dois últimos só terão importância se vencermos o Botafogo. É o fim de uma temporada, temos muitos problemas, estamos com elenco enxuto, mas o grupo tem potencial. Sabemos que é muito difícil, mas temos chances", comentou Glauber Ramos.

Provável escalação do Goiás: Marcelo Rangel (Tadeu); David Duarte (Iago Mendonça), Fábio Sanches e Heron; Índio, Breno, Henrique Lordelo, Shaylon e Jefferson; Vinícius Lopes (Rafael Moura) e Fernandão.

DM cheio, garotos em campo

Enquanto aguarda pela chegada do substituto de Eduardo Barroca, também demitido, o Botafogo segue com Lucio Flávio como interino. 

A lista de desfalques inclui os goleiros Diego Cavalieri e Gatito Fernández, o zagueiro Rafael Forster, os laterais Guilherme Santos, Lucas Barros e Victor Luis, os meio-campistas Romildo e Zé Welison e os atacantes Davi Araújo e Salomon Kalou. Sendo assim, o ex-jogador deve manter a ideia de escalar um time formado basicamente por jogadores das categorias de base.

"É óbvio que não é a melhor situação para colocar esses garotos, nenhum deles precisaria passar por uma situação como essa. Infelizmente é uma situação que o futebol às vezes nos traz e a tendência é a continuidade deles, até para que possam ganhar mais minutagem", completou o técnico.

Provável escalação do Botafogo: Diego Loureiro; Kevin, Kanu, Sousa, Hugo; Kayque, Caio Alexandre e Bruno Nazário (Luiz Otávio); Matheus Nascimento, Cesinha e Rafael Navarro.

 

VAVEL Logo