Por conta da pandemia de Covid-19, Lisca pede adiamento de
jogos da Copa do Brasil
Foto: Mourão Panda/América-MG

O América-MG chegou a segunda vitória seguida no Campeonato Mineiro após bater o Athletic Club por 1 a 0 e segue com 100% de aproveitamento. No entanto, em entrevista coletiva, o primeiro assunto tratado pelo técnico Lisca foi a realização de jogos da Copa do Brasil no momento vivido pelo país em relação à Covid-19.

Eu não sei de parar campeonato. Agora, uma coisa eu tenho certeza. A Copa do Brasil nós vamos ter que repensar. São 80 times do Brasil inteiro, e nós não podemos botar 80 delegações dentro de avião, de aeroporto”, disse Lisca.

De acordo com o calendário, o Coelho estreia no dia 18 de março, contra o Treze-PB, em Campina Grande. O treinador pediu o adiamento do início da competição.

Eu faço um apelo a CBF para dar um tempo nessa Copa do Brasil. Para que a gente adie um pouco esses jogos, né? Nós vamos jogar só no dia 18, talvez até lá. Mas, tem jogos já agora na próxima quarta-feira. E eu tenho certeza que meus colegas também estão preocupados”.

Ele completou: “Eu sou pai de família, tenho duas filhas e uma esposa. Eu quero viver, gente. E ninguém sabe. Tem pessoas que pegam e morrem, tem pessoas que pegam e nada acontece, tem pessoas que são entubadas e agora você nem pode mais entubar. Eu vi ontem o procedimento de entubação. O que está acontecendo com o nosso país? Nós precisamos nos posicionar, precisamos lutar contra isso”.

Ainda sobre a Covid-19, Lisca citou casos de personagens do futebol que perderam suas vidas ou tiveram complicações por conta da doença. Além disso, o América-MG passa por um surto, com diversos jogadores em isolamento.

Eu estou perdendo amigos. Nós estamos perdendo. O Ruy Scarpino morreu ontem ou anteontem. O Renê, que trabalhei junto no Inter, também. O Marcelo Veiga também. O meu amigo treinador Julinho Camargo, coordenador do sub-23 do Inter, se entubou. Para quem não conversou ainda com uma pessoa que passou por isso, eu recomendo. O China Balbino, meu grande amigo, treinador também lá no Sul, saiu ontem da UTI”.

Em relação à vitória da equipe, o comandante parabenizou os jogadores e também falou sobre as dificuldades de atuar no estádio Mário Helênio, palco da partida.

Uma excelente vitória. Um jogo difícil. Aqui em Juiz de Fora sempre é difícil. Eu já estive aqui duas vezes, por outros clubes. É um campo muito difícil de jogar, muito pesado, um campo lento. Iluminação também tem muita dificuldade. O time adversário muito bem organizado pelo seu treinador, bem competitivo” encerrou.

O próximo compromisso do América-MG é contra o Pouso Alegre, no sábado (6). O duelo será no Municipal de Varginha, às 19h. O confronto é válido pela terceira rodada do Campeonato Mineiro. Com seis pontos conquistados, o Coelho é o líder do Estadual.

VAVEL Logo