Análise: no retorno à Libertadores, Fluminense tem grupo complicado pela frente
Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Na tarde desta sexta-feira (09), aconteceu o sorteio da fase de grupos da Libertadores 2021. O Fluminense ficou no Grupo D que conta com River Plate, Independiente Santa Fé e Bolívar ou Junior Barranquilla. A equipe VAVEL separou detalhes dos adversários do Tricolor. 

  • River Plate

Campeão em 2018 e semifinalista nas ultimas 4 edições, os Argentinos vem com a equipe forte mesmo após a perda de Nacho Fernandez que foi para  o Atlético-MG, conta com nomes remanescentes da ultima Libertadores, casos dos excelentes Nicolás De La Cruz e Gonzalo Montiel e novas caras, casos de Agustín Palavecino e retorno de Jonatan Maidana, que foi campeão da Libertadores em 2018 pelo clube.

  • Independiente Santa Fé

Semifinalista na Libertadores em 2013, o Santa Fé e o atual vice-campeão, e um time bem organizado. Tem em seu elenco nomes conhecidos do Brasil como o do experiente Luis Seijas, que jogou pelo Internacional e o também experiente Sherman Cárdenas, que atuou no Atlético-MG e no Vitoria, e como maior destaque tem o meia Kelvin Osorio. O time Colombiano ainda conta com a altitude de 2.640 metros de Bogotá.

  • Bolívar ou Junior Barranquilla

Bolívar tem também a seu favor uma altitude de 3.640m, jogando no estádio Hernando Siles em La Paz. Conta com a presença do atacante Leonardo Ramos que já deixou sua marca nesta Libertadores e do experiente meio campista espanhol Álex Granell. E comandado pelo técnico espanhol Natxo Gonzalez que tenta implantar nova filosofia no clube. O Junior Barranquilla vive altos e baixos na temporada, atualmente e o 5° colocado no campeonato nacional. Tem como armas mais perigosas os atacantes Miguel Borja e Téo Gutierrez.

Não e impossível achar que o Fluminense consiga passar de fase, vem de uma excelente temporada com muitos jovens se destacando e jogadores experientes tendo um bom rendimento, no comando do técnico Roger Machado vem tendo um desempenho regular, o que pesa contra o Tricolor e o elenco curto e jovens com pouca bagagem internacional. A briga pela segunda vaga será árdua mas e possível sim uma passagem as oitavas de final, mas reitero que será um grupo bem complicado.

VAVEL Logo