Vale o investimento? Pesquisa avalia salário e performance de jogadores do Brasileirão
Foto: divulgação CR Flamengo

Ao fim da polêmica temporada 2020, onde os principais clubes do país tiveram de remodelar suas gestões financeiras, impactadas profundamente pela pandemia de Covid-19, um estudo elaborado pela plataforma de comparação da Casa de Apostas Online, retrata o quão foi benéfico em investimento de jogadores nos times da elite nacional. Com 18 atletas analisados, a pesquisa aponta quais nomes foram supervalorizados, pagos justamente e sub-valorizados.

Conforme é divulgado pela plataforma, Gabriel Barbosa (24) mesmo sendo bicampeão brasileiro pelo Flamengo, mediante seu salário mensal de 308,96 mil dólares (R$1.682.070,93) não justificou sua performance de 14 gols e apenas 51% do período do campeonato em atuação.

Por outro lado, o exemplo do peruano Paolo Guerrero (37), que recebe mensalmente 148,22 mil dólares (R$806.954,14) é justificado pela sua estatística de três jogos e três gols marcados. O atacante que atuou apenas 6,8% do campeonato, entregou números compatíveis com as métricas levadas em consideração no estudo.

Considerações

A  metodologia implementada na plataforma que elaborou o estudo, leva em consideração os seguintes cálculos: 

- Escala de 1 a 5, que somam valores totais de gols, assistências, passes, interceptações, defesas/ marcações, cartões vermelhos/ amarelos.

Com os valores em dólar, a fonte da pesquisa tem como base os sites Fbref e Capology.

O ranking

Dentre os supervalorizados, compõem o grupo: Gabriel Barbosa (Flamengo), Gil (Corinthians), Ramires (Palmeiras), Daniel Villalva (Goiás), Hudson (Fluminense), Marcinho (Botafogo), Carlos Sánchez (Santos) e Rafael Sóbis (Ceará).

Conforme relata a análise, 44% dos jogadores presentes no ranking, recebem mais do que entregaram em campo. Além de Gabigol, outro exemplo é Dani Alves, do São Paulo. O lateral que jogou a competição no meio-campo fez apenas um gol e participou diretamente em apenas 2% dos gols de seu time. Por outro lado, o jogador compensou por ser o atleta que mais deu passes no time e foi um dos destaques na marcação e defesa.

Já pelo lado positivo, jogadores como Germán Cano, do Vasco, receberam menos do que merecia. O atacante que marcou 14 gols, esteve atuando em 83.60% da campanha de seu time e recebia 96,593 mil dólares (R$525.881, 27). Já o único a render acima do esperado na pesquisa, Guerrero, do Internacional, recebeu cerca de 7,500 mil dólares por minuto jogado. Somente o peruano junto de Dani Alves e Artur, do Bragantino, renderam financeiramente acima do que foi pago. 

VAVEL Logo