Avaí marca no último minuto e abre vantagem contra Próspera por vaga às semis do Catarinense
Foto: Lucas Colombo/EC Próspera

Avaí pressionou e conseguiu, aos 50 do segundo tempo, a vitória sobre o Próspera no jogo de ida das quartas de final do Campeonato Catarinense. Jonathan fez o único da partida deste domingo (25), no Heriberto Hülse, em Criciúma.

Desde o começo, o Avaí se impôs e terminou a partida com quase 70% de posse de bola. O Próspera adotou uma postura bem defensiva, com muitas faltas, e teve alguns poucos lances de contra-ataque, mas sem muito perigo pra Gledson.

Giovanni foi o jogador mais lúcido do meio-campo do Avaí, com alguns passes diferenciados, que não foram aproveitados pelos atacantes do Leão. As melhores oportunidades do primeiro tempo foram de Júnior Dutra, mas o centroavante não conseguiu converter.

A segunda etapa manteve o mesmo panorama, mas o Avaí conseguiu mais chances claras. Roberto evitou gol de Valdívia logo no começo e, o camisa 10 do Leão, ainda acertou a trave aos 20. O experiente arqueiro do Próspera ainda salvou cabeçada colocada de Bruno Silva aos 33, a melhor defesa dele na partida.

O Próspera conseguiu resistir à pressão usando de suas armas até os 49 do segundo tempo. Após lateral cobrado na área por João Lucas, Jonathan, que veio do banco, girou batendo forte e garantiu a vitória avaiana no Heriberto Hülse - a segunda seguida por 1 a 0 no mesmo estádio, já que o Avaí bateu o Criciúma na rodada final da fase de classificação.

Confusão

Após o fim do jogo, o técnico Paulo Baier entrou em campo para cobrar o zagueiro Alemão e uma briga generalizada começou no gramado, inclusive com agressões graves.

Segundo o delegado da partida informou ao "GE", além do técnico Paulo Baier, Eduardo, Lastra e Sueliton foram expulsos pelo lado do Próspera, enquanto Wesley e Getúlio levaram vermelho pelo Avaí.

Baier disse, em coletiva após o jogo, que um "cidadão desrespeitou" o Próspera. O jogador "acusado" pelo técnico foi o zagueiro Alemão.

Treinador do Avaí, Claudinei Oliveira preferiu não se manifestar sobre a confusão, dizendo que Paulo Baier foi o causador do tumulto e que ele deveria explicar o que aconteceu.

Marcas

Com a vitória em Criciúma, o Avaí chega ao sétimo jogo seguido sem tomar gols - o último que o Leão sofreu foi justamente contra o Próspera, em partida válida pela fase de classificação do Catarinense no dia 28 de março. Além disso, são dez partidas sem derrota para o Leão. 

Jogo de volta

A partida de volta, na Ressacada, acontece na quarta-feira (28), às 20h30. Por ter melhor campanha, o Avaí pode até perder um gol de diferença para garantir vaga às semifinais.

VAVEL Logo