Bahia vence Ceará nos pênaltis e conquista tetracampeonato da Copa do Nordeste
Foto: Divulgação/ Bahia

Histórico! O Bahia é campeão da Copa do Nordeste. Na tarde deste sábado, o Tricolor de Aço derrotou o Ceará na Arena Castelão por 2 a 1 no tempo regulamentar e levou a melhor na disputa de pênaltis ao vencer por 4 a 2, conquistando seu quarto título e se igualando ao rival Vitória como maior campeão da principal competição regional do Brasil. De quebra, o Esquadrão ainda acabou com a sequência de 23 partidas de invencibilidade do Vovô na competição.

Rodriguinho e Gilberto fizeram os gols do Esquadrão. Jael, que tinha marcado no primeiro jogo, descontou para o Ceará e evitou o título Tricolor no tempo regulamentar.

Cenas lamentáveis

Após o término da disputa de pênaltis, jogadores de Ceará e Bahia se estranharam no gramado da Arena Castelão. Uma grande confusão foi iniciada. Policiais e seguranças chegaram e conseguiram acalmar os ânimos dos atletas das duas equipes.

Equilíbrio

O primeiro tempo da partida foi marcado pela alternância de domínios. Ceará e Bahia entraram em campo dispostos a atacar. Quem chegou primeiro foi o Vozão na cabeçada de Oliveira defendida por Matheus Teixeira. O Tricolor de Aço respondeu com Matheus Bahia, que mandou na rede pelo lado de fora.

Precisando correr atrás do resultado, o Esquadrão criou duas grandes oportunidades. Na primeira, Rodriguinho bateu cruzado quase abriu o placar. Depois, Thaciano teve duas chances seguidas cara a cara com Richard, e o goleiro do Ceará operou dois milagres. O Vovô ainda teve o chute de Mendoza, que assustou a defesa do Bahia e passou perto da trave.

Emoção até o fim

Na etapa final, a emoção tomou conta da partida. Após a bola desviar na mão de Luiz Otávio, o VAR foi acionado para marcar pênalti para o Bahia. Rodriguinho foi para a cobrança e abriu o placar. O Ceará sentiu o gol do Tricolor de Aço. Para piorar a situação alvinegra, Gilberto recebeu de Rodriguinho e ampliou.

O Bahia quase fez o terceiro com Juninho, de cabeça, mas a bola saiu pela linha de fundo. Guto Ferreira colocou Jael em campo para deixar o Ceará mais ofensivo. Então, o carrasco do Esquadrão no primeiro voltou a entrar em ação. Ele aproveitou o cruzamento de Marlon e cabeceou firme, levando a decisão para a disputa de pênaltis.

Penalidades

Pelo lado do Bahia, Rodriguinho, Matheus Galdezani, Lucas Araújo e Conti converteram. Thonny Anderson desperdiçou. Lima e Fernando Sobral marcaram pelo Ceará, mas Jorginho e Marlon perderam e deram o título ao Esquadrão.

VAVEL Logo