Numa noite conturbada, Atlético-MG bate América de Cáli e
avança de fase na Libertadores
Arana marca o segundo do Galo (Foto: Pedro Souza/Atlético-MG)

Diante de uma noite triste de conflitos em Barranquilla, o Atlético-MG venceu o América de Cali, por 3 a 1, em jogo válido pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores, nessa quarta-feira (13). O primeiro tempo terminou 1 a 1, com gol de Hulk para o Galo, e Moreno anotando para o Diablo Rojo. Na etapa final, Arana e Vargas sacramentaram o placar.

A partida foi interrompida seis vezes, pela arbitragem, devido ao gás lacrimogêneo que entrou no estádio, com a ação do vento. A Colômbia passa por intensos protestos da população, e conflitos de manifestantes com a polícia, por conta da reforma fiscal divulgada no país.

- Gols e melhores momentos de América de Cali 1 x 3 Atlético-MG, pela Libertadores

Cinco paradas por conta de gás lacrimogêneo

O Atlético-MG começou tomando as rédeas da partida, atacando com bastante jogadores e deixando espaços atrás. Devido à isso, posteriormente, o América de Cali conseguiu encontrar brechas para avançar e equilibrar o jogo.

No entanto, o primeiro gol foi do Galo. Num excepcional cruzamento de Nacho Fernández para a área, Hulk, de cabeça, marcou, aos 21 minutos. Por conta dos corredores que o time mineiro deixava no campo de defesa, o Diablo Rojo enxergou a oportunidade para surpreender. E conseguiu.

Quatro minutos depois, em um rápido contra-ataque, Santiago Moreno passou fácil pela defesa, chutou no canto do gol e deixou tudo igual.

A partida precisou ser interrompida cerca de cinco vezes, no primeiro tempo, por conta do gás lacrimogêneo, que afetou o desempenho dos atletas em campo. Foram 17 minutos de acréscimos dados pela arbitragem

Jogo flui, e Atlético-MG sacramenta o placar

Levemente mais calmo nas redondezas do estádio. A partida teve reinício para o segundo tempo. O Galo voltou mais ofensivo, com o time colombiano retido no campo de defesa.

Aos nove minutos, Arana colocou o Atlético-MG em vantagem, depois de pegar a sobra de um cruzamento de Savarino. No momento da comemoração, foram ouvidos novos barulhos de bombas do lado externo da arena.

Com 21 minutos, o árbitro precisou fazer mais uma paralisação, que foi breve. O Galo tinha mais volume de jogo, no momento.

Dez minutos depois, o América de Cali acertou a trave, numa chegada perigosa. A partir daí, o Diablo Rojo cresceu na partida e colocou pressão sobre o Atlético-MG. No entanto, não conseguiu furar a defesa.

Já nos acréscimos, aos 51 minutos, os mandantes estavam com o campo defensivo exposto. Com isso, Tardelli aproveitou uma falha do defensor e avançou até a entrada da área, onde achou Vargas sem marcação. O chileno, com maestria, chapelou o goleiro e mandou de cabeça para as redes.

O que vem por aí

A vitória classificou o Atlético-MG às oitavas de final, que chegou aos 10 pontos, na liderança isolada do Grupo H. Agora, os comandados de Cuca tentarão confirmar a 1ª colocação para enfrentar um segundo colocado no mata-mata.

O próximo compromisso na competição continental será no dia 19 de maio, contra o Cerro Porteño, no Paraguai. Antes, no domingo (16), o Galo faz a primeira partida da final do Campeonato Mineiro, contra o América-MG, às 16h, no Independência.

O América de Cali, por sua vez, está eliminado da Libertadores. O clube é o lanterna, com apenas um ponto conquistado. Na agenda do time colombiano, o próximo jogo será no dia 19 de maio, diante do La Guaira, na Venezuela.

VAVEL Logo