Apesar da vantagem gremista na final gaúcha, Tiago Nunes ressalta: "Tem muita coisa pela frente"
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O Grêmio venceu o primeiro clássico Gre-Nal sob o comando de Tiago Nunes. No Beira-Rio, o Colorado saiu na frente, mas o Tricolor virou com gols de Diego Souza e Ricardinho. Após o duelo, o comandante gremista falou sobre o jogo e destacou que ainda não está decidido o campeão do Campeonato Gaúcho.

"Quero ressaltar a doação e o comprometimento do time em campo. Ainda temos que trabalhar muito para merecer o titulo gaúcho, tem muita coisa pela frente, não tem nada ganho."

O técnico falou sobre o meio de campo, que começou com Lucas Silva, Matheus Henrique e Maicon, por conta da ausência de Thiago Santos, que ficou de fora por lesão, e do que viu no jogo. 

"O meio de hoje foi uma formação que já venceu até mesmo Gre-Nais dessa maneira. O meio campo tem potencial técnico defensivo equilibrado. Um jogo desse nível é feito de ciclos, tem ciclos que o adversário é melhor e tem ciclos que a gente é melhor. A equipe que tem mais aproveitamento nas oportunidades leva a melhor."

O Grêmio perdeu Luiz Fernando ainda na primeira etapa, após uma disputa de bola em que ele levou a pior. O escolhido para a vaga foi Léo Pereira. Tiago foi questionado sobre a postura do atleta e também da equipe no final da primeira etapa e no segundo tempo, que teve um crescimento no desempenho.

"O Léo pereira cumpriu a função que ele já vinha executando nos jogos em que foi titular. Ele é um atleta que tem muita capacidade. Sobre a postura da equipe no segundo tempo, é como eu falei o jogo é feito de ciclos. Temos que saber a hora de  defender, de atacar, de equilibrar. A maturidade dos atletas em campo, somado a qualidade apresentada, nos aproximaram da vitória", respondeu. 

O próximo duelo gremista é diante do Aragua na Sul-Americana. A classificação Tricolor já está bem encaminhada, por isso o técnico foi questionado se pensa em poupar atletas visando o segundo jogo da final do Campeonato Gaúcho.

"É importante ressaltar o quanto a equipe competiu hoje. Tivemos um intervalo de 66 horas do ultimo jogo, que foi competitivo e de intensidade. Em tão pouco tempo a equipe conseguiu suportar mais um jogo de intensidade hoje, então há de se considerar. Mas a avaliação será feita amanhã. Ainda não estamos classificados na Sul-Americana, precisamos do resultado."

O técnico Tricolor falou também da evolução de Matheus Henrique nos últimos jogos. De acordo com ele, o jovem é usado conforme o adversário.

"O Matheus é um atleta de extrema qualidade que eu já acompanhava desde os tempos de base. É um organizador de jogo, que joga mais atrás ou mais a frente. Vamos ajustando o posicionamento de acordo com cada jogo."

Sob o comando de Tiago Nunes, o Grêmio venceu as últimas sete partidas disputadas. Ele destacou que é importante continuar o trabalho que vinha sendo feito para seguir com uma boa sequência e ter tranquilidade. 

"O fundamental é dar continuidade ao trabalho de excelência que vinha sendo realizado.  A partir dai vamos conhecendo o grupo, de atletas experientes mesclado com jovens e os departamentos que nos dão suporte. Tudo isso ajuda na adaptação. Ao mesmo tempo temos uma certa experiência para entender que o inicio positivo pode criar um exagero em relação as expectativas. Ainda estamos num período de conhecimento do grupo e a temporada é longa. Temos que dar tranquilidade aos jogadores para que eles desempenhem um bom futebol."

Tiago Nunes foi questionado ainda sobre alguns jogadores. De Ricardinho, autor do gol da vitória, ele destacou a força de vontade e o equilíbrio emocional do atleta, que perdeu o pai e o avó recentemente. Sobre Kannemann, disse que o clube trabalha na recuperação do zagueiro para que ele volte 100% recuperado. Para finalizar, falou de Brenno, que foi convocado para a Seleção Olímpica, ressaltando que o Grêmio faz um bom trabalho com os goleiros, garantindo que se for necessário ele será bem substituído, não descartando a utilização de Paulo Victor

VAVEL Logo